JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

ÚLTIMAS POSTAGENS

Ver mais artigos

25 de out de 2016

ADVOGADA DISTRIBUI AÇÃO CHAMADA AÇÃO DE FODA-SE VIVO, NÃO PAGO PORRA NENHUMA E AINDA QUERO UMA INDENIZAÇÃO PELA PALHAÇADA

Se tem uma coisa que o NED ensina pra toda essa galera do mundo jurídico é: nunca dica que nada pior pode acontecer, porque ó, PODE!

Depois do advogado escrever uma receita de pamonha na petição, você poderia ter dito, nada vai superar isso, mas ai vem um cara e faz um “habeas carrum” pra liberar o carro que estava no pátio de uma delegacia, ai você pensa: “agora deu, nada vai superar.”

ERRADO “MAI FREND”

Depois do habeas carrum, do doutor pamonha, apresentamos a ação chamada: AÇÃO DE FODA-SE VIVO, NÃO PAGO PORRA NENHUMA E AINDA QUERO UMA INDENIZAÇÃO PELA PALHAÇADA

E não, meus amigos, não é embuste, isso é real!

cats

Novamente só resta dizer: não sei o que sentir…

Dica do nosso fiel leitor Gilton Dias Junior.

Valeu meu querido!!!

14 de out de 2016

Pai de Santo oferece a solução dos seus processos judiciais

A concorrência tá ficando grande meus amigos, depois de uma certa igreja ai distribuir cartões de visita com a inscrição “Jesus, o advogado fiel”, depois dessa mesma igreja fazer um evento/culto chamado Causa Ganha, onde as pessoas deveriam levar o número de seus processo para que a causa fosse rapidamente solucionada, o pessoal das outras religiões começou atacar também.

machado

Direitos iguais neném!

Vara Cível de Santos/SP arruma um método infalível de acalmar advogados

Todo mundo sabe que advogado vive estressado, pois são prazos, clientes, juízes, audiências e etc.

Mas uma vara cível da cidade de Santos arrumou um jeito maroto e supimpa de acalmar os nobres causídicos.

Eles desenvolveram um sistema infalível para acalmar o “povo do direito”

santos

Não sabemos se é verdade, se essa foto foi tirada quando a secretaria estava fechada, mas é engraçado pra caramba.

Se alguém aí for de Santos, digam nos comentários se é verdade!

Faculdade pede que alunos não assistam as aulas alcoolizados

Se ninguém tivesse pisado na grama, não teria motivos pra colocarem uma plaquinha com os dizeres: “não pise na grama”.

Se ninguém tivesse ido ao banheiro e usado 129 folhas pra secar as mãos, não ia ter o aviso: “duas folhas são suficientes para enxugar as mãos”

Pois bem, aí você pensa, se é assim acho que alguém já entrou meio “breaco” pra assistir as aulas na faculdade Multivix de Cariacica.

Sem título-1

Caras, não bebam!

Promotor diz: esclareçam o parentesco das partes, haja vista que as empresas se chamam EIRELI

Se você é um juvena do mundo virtual, não deve saber quem foi o E.T. Bilú.

Pois bem, o Bilú veio do espaço só pra falar que a humanidade precisa buscar conhecimento!

Dito isso, transportemos esse pensamento para o mundo jurídico. No mundo jurídico o pessoal busca conhecimento?

- Ah, com certeza! Principalmente esse pessoal que presta concurso, eles estudam pra caramba!
Tá, mas e se eu te dizer que tem uma galera do ´Ministério Público que acha que “eireli” é uma família?

´Tá duvidando? Então veja:

Com todo respeito aos ilustres membros do Parquet, mas PORRA DOUTOR!!!!

É tão engraçado que eu vou transcrever pra vocês:

“antes de oferecer manifestação quanto ao mérito, r. esclareça a parte interessada qual a relação entre as empresas vendedora do automóvel e a adquirente, considerando-se as pessoas físicas envolvidas, posto que o nome apresentado em ambas é idêntico (“Eirelli”)…”

Não sei o que dizer…

POVO DO DIREITO, TEMOS BOLSAS DE ESTUDO PARA VOCÊ ESTUDAR NA HOLANDA

Orange Tulip Scholarship 2017: 80 bolsas exclusivas para brasileiros na Holanda têm inscrições abertas

Aulas são totalmente em inglês. É possível tirar dúvidas diretamente com as universidades que oferecem programas na área de Direito em seminário online.

Dona de um dos 5 melhores sistemas de ensino superior do mundo, a Holanda oferece mais de 2.100 programas de estudos ministrados em inglês em diversas áreas do conhecimento.  Com 12 universidades entre as 200 melhores do mundo no ranking Times Higher Education, o país fica atrás apenas de Estados Unidos, Reino Unido e Alemanha em número de instituições na lista.

International_Court_of_Justice

Para atrair talentos e fomentar a saudável multiculturalidade, as instituições de ensino superior e o próprio governo ofertam opções de bolsas de estudo para estrangeiros com excelente desempenho acadêmico – algumas chegam a financiar até 100% dos estudos.

iStock_000006400981Large (1)

No Brasil, a Nuffic Neso Brazil, fundação que ajuda interessados em ter uma experiência acadêmica nos Países Baixos, administra desde 2013 o Orange Tulip Scholarship Brazil, programa que ajuda talentos brasileiros a financiar seus estudos de Graduação, Mestrado, MBA na Holanda.

Na edição 2017, o OTS Brazil oferece mais de 80 bolsas parciais e integrais exclusivas para brasileiros em diversas universidades holandesas. Para candidatar-se é necessário comprovar bom desempenho acadêmico, conhecimentos avançados na língua inglesa e atender os requisitos específicos da instituição de ensino superior holandesa do seu interesse.

iStock_000014363170Medium

Saiba mais sobre o programa nesse link: www.nesobrazil.og/ots

Qualidade de vida e ambiente multicultural

Mesmo com enorme densidade populacional (400 habitantes por km²), o país consegue alcançar o quinto maior IDH do planeta. O senso arraigado de igualdade e tolerância criam um ambiente onde criatividade e coletividade atuam juntas na solução de problemas.

Manter uma atitude receptiva faz parte da cultura holandesa. O país acolhe quase 90 mil estudantes estrangeiros – o equivalente a 12% de seus alunos de ensino superior.

Além da força acadêmica, o Reino dos Países Baixos destaca-se em diversas outras áreas:

- 2º maior exportador mundial de alimentos e produtos agrícolas;

- País de origem de multinacionais de sucesso em variados segmentos, como Unilever, Booking, Shell, Philips, DSM e C&A;

- A região de Brainport Eindhoven, uma incubadora de tecnologia, inovação e pesquisa, foi eleita de World’s Most Innovative Region, em 2015;

- 3° colocado no Good Country Index, ranking que avalia o quanto cada país contribui para o bem comum da humanidade;

- 7º país mais feliz do mundo, tendo em vista a alta qualidade de vida.

Saiba sobre a área de Direito e Administração Pública na Holanda

- A cidade de Haia é a sede da Justiça Internacional, abrigando a Corte Internacional de Justiça, a Corte Permanente de Arbitragem, a OPCW e o Tribunal Penal Internacional

- A política externa holandesa é orientada para a promoção da segurança, Direitos Humanos e democracia, com forte atuação na gestão de conflitos internacionais e missões de paz

- O regime jurídico holandês está entre os mais democráticos e de melhor desempenho, de acordo ranking Rule of Law Index

- A educação superior holandesa estimula a interdisciplinaridade e o senso crítico, contribuindo para elaboração de políticas públicas inovadoras

Webinars divulgam oportunidades de estudos bolsas por área de estudo

Para esclarecer dúvidas e fornecer informações específicas, o Nuffic Neso Brazil está preparando uma semana inteira de palestras online, com o objetivo de apresentar oportunidades de estudo e bolsas de acordo com a área de estudo do candidato. Durante o evento, será possível ainda conversar diretamente com o Nuffic neso Brazil e as próprias universidades holandesas.

Interessado na área de Direito, Segurança e Administração Pública contam com uma sessão específica sobre o tema no dia 19/10, às 19hs. Inscrições podem ser feitas através desse link: https://app.webinarjam.net/register/24314/e2575a4367

Vejas todas as datas abaixo e acesse https://www.nesobrazil.org/Eventos/webinars-gratuitos-sobre-oportunidades-de-estudo-na-holanda-em-diversas-areas-academicas para saber mais.

  • 17/10 - às 19h - Engenharia & Tecnologia e Indústria Criativa
  • 18/10 - às 19h - Ciências Humanas e Sociais -
  • 19/10 - às 19h - Direito, Administração e Segurança Pública-
  • 20/10 - às 19h - Ciências Aplicadas & Naturais e Ciências da Saúde
  • 21/10 - às 19h - Ciências Econômicas, Administração e Negócios

7 de out de 2016

CNJ aprova resolução que dá prioridade no julgamento de ações propostas pela União e pelos Estados

Brasília, 07 de outubro de 2016.

Diante do cenário caótico do Judiciário brasileiro, o Conselho Nacional de Justiça emitiu a instrução normativa 0171/2016 concedendo tramitação especial aos processos em que o litigante é o Estado.

A União, responsável por quase 90% das reclamações na Justiça, infla os tribunais com ações e recursos intermináveis. Desta forma, o CNJ determinou que, a partir de segunda-feira (10), todos os juizados especiais federais e estaduais se dediquem, exclusivamente, ao processamento e liquidação destas demandas.

Disapprove

O Conselho disse que não haverá atropelamento na produção de provas e nem violação do princípio constitucional do devido processo legal. Todas as leis e ordenamentos serão respeitados.

A previsão é que até o final de 2016, 70% dos processos tenham sido resolvidos. A única a exceção à aplicação da nova regra serão os procedimentos licitatórios. O Ministério Público Federal, manifestou-se contrário à está decisão.

A Ordem dos Advogados do Brasil já emitiu nota através de sua presidente Suelen Busteira em que condena a resolução.

“Os cidadãos que litigam entre particulares serão os mais prejudicados, pois uma ação que hoje demora 1 ano para ser julgada, agora vai levar pelo menos três. Não podemos admitir isso.”

Por meio de nota, o Supremo Tribunal Federal disse que ainda não tem ciência da resolução.

Fonte: Embuste News

Advogado entra com “Mandato de Segurança” para garantir a alteração de seu voto nas eleições 2016.

O advogado da pacata cidade de São João da Esparrela-PI, Dr. Armando Arriosca, 36 anos, ingressou no TRE-PI, na manhã desta terça-feira, 04/10/2016, com a inusitada peça processual denominada “mandato de segurança” com o objetivo de alterar seu voto no candidato a vereador que o advogado veio a eleger, solicitando da Justiça eleitoral que convoque novo pleito no domingo próximo, com envio de urna eletrônica, mesários, propaganda política e tudo mais que tiver direito para a sua seção eleitoral, para que possa retificar seu voto.

A polêmica aconteceu em virtude do vereador Jelres Hatakeyama, escolhido pelo Dr. Armando, eleito com apenas 1 voto a mais que o primeiro suplente, não ter cumprido uma promessa de campanha feita ao advogado, motivo que o levou a ingressar com a ação.

g1

Conforme alega em seu “mandato de segurança”, o motivo de tamanha indignação é que: “apoiou o candidato a vereador Jelres Hatakeyama para a eleição da câmara local, inclusive fez a doação de R$ 5.000,00 (cinco mil reais), colocou perfuration no vidro traseiro do seu carro, ordenou que seus filhos colassem adesivos do candidato em seus cadernos e no de seus colegas e ainda, sacudiu, junto com a família, a bandeira do vereador na rodovia, embaixo do sol de meio dia [...] Em troca deste descomunal esforço, bastava ao vereador, quando fosse eleito, indicá-lo como assessor jurídico da Câmara. Ocorre, no entanto, que o vereador Jelres Hatakeyama, eleito em último lugar, com 1.172 votos, (um a mais que o 1º suplente) após ter a sua vitória confirmada nas urnas, disse ‘desconhecer este advogado, nunca tendo-o visto antes’, tendo ainda a audácia de ligar para a polícia para que retirasse este Requerente da sua presença.”

A ação registrada sobre o nº de Protocolo 0171-51/2016, ainda não foi apreciada pelo Tribunal Regional Eleitoral, mas, em rede social, o dr. Armando já comemora o sucesso da ação, afirmando que: “ Hoje a democracia avançou para um novo paradigma! A Possibilidade de retificar o voto é um marco para o controle social!”

Procurado para comentar a respeito, o vereador Jelres Hatakeyama afirmou que não comentaria sobre o caso até ser oficiado pela justiça.

Fonte: Embuste News

14 de set de 2016

Desculpe o transtorno, preciso falar da Advocacia

Conheci ela na TV. Essa frase pode parecer romântica se você imaginar alguém se encontrando em um estúdio de televisão, e se apaixonado na primeira troca de olhares. Mas a TV em questão era apenas eu, sentado, usando só uma cueca velha e furada, segurando um pote de sorvete de passas ao rum, assistindo o programa do Ratinho.

Lá eu tive o meu primeiro contato com ela, pois durante o programa tinha um tal teste de DNA, e sempre tinha um advogado para dar conselhos sobre o que poderia ser feito. Achei muito legal, principalmente porque o sobrinho da minha vizinha fazia faculdade de “adevogacia”, o cunhado da moça que limpava da casa do seu Ademar também fazia. Eu não fazia “adevogacia” mas tinha experiência em assistir filmes jurídicos na sessão da tarde. Nunca vou me esquecer do filme que o advogado não podia mentir, o filme era “o mentiroso” com o Jim Carey.

Enquanto os advogados dos filmes gritavam “eu protesto” ou então quando depois de exaustivas horas de discussões em um tribunal do júri tudo parecia perdido, eles tiravam um coelho da cartola e livravam o seu cliente da pena de morte, eu assistia tudo aquilo com meus olhos, sempre míopes e castanhos claros (há que diga que são cor de mel) sem fazer ideia do que os “engravatados” estavam fazendo. Mesmo assim, foi paixão à primeira vista. Só pra mim, acho.

Passamos algumas madrugadas nos conhecendo, ia na biblioteca da cidade, lia alguns livros, acreditem, feitos de papel, depois migrei para a internet e pesquisava algumas coisas sobre a faculdade de Direito, o problema é que eu perdia muito tempo falando bobagens, conversando no ICQ ao som de Blink 182 e Goo Goo Dolls. Minha paixão permanecia, mas continuei me distraindo, pois surgiu o MSN, depois veio o Orkut e depois o Facebook e o Whatsapp.

gregorio

Começamos o nosso caso pra valer quando eu tinha 22 anos, pois tinha passado no vestibular (na verdade paguei a inscrição e fiz uma prova fácil demais, pois era uma faculdade particular), já era um cara vivido, mas parecia que a vida começava ali. Vi todos os códigos. Alguns várias vezes, ahhh Código Tributário, não tenho saudades de você. Fiz todas as provas possíveis na faculdade: civil, penal, ambiental. Tirei nota baixa em várias, porque a conversa lá no bar do Toninho tava boa e eu não estudava.

Escolhi doutrinas sem saber se elas eram boas, comprei terno sem saber que não era item obrigatório na faculdade. Fiz muitos trabalhos manuscritos, resumos de doutrinas, relatórios de audiências, TCC.

Fiz uma dúzia de amigos novos, peguei bronca de alguns que puxavam o saco dos professores, na prova da OAB eu fiz 6,3 pontos, só eu – acabei de contar. Sofri com o começo da carreira, ria com os clientes que queriam fazer um ursocampeão. Não viajei o mundo porque o começo da vida jurídica é complicado, meu único amigo era o meu fone de ouvido. Das dez músicas que mais gosto, sete são audiolivros de direito as outras três eram músicas para fixar o conteúdo da aula: “a imunidade tá na constituição e é na lei que mora a isenção”.

Aprendi o que era embargos auriculares, jus esperniandi, e outras palavras que o Word tá sublinhando de vermelho porque o Word não teve a sorte de ter cursado a faculdade de Direito.

Um dia, mandaram um e-mail, ofereceram 35 reais para fazer uma audiência (e eu tinha que levar o preposto), quase terminamos. E não foi fácil. Chorei mais do que se tivesse reprovado por um décimo na prova da OAB, mais do que estudar todo o CPC e descobrir que ele vai mudar. Até hoje, não tem um lugar que eu vá em que alguém não diga, em algum momento: posso fazer uma perguntinha? Parece que, pra sempre, isso vai me perseguir. Se ao menos eu tivesse escolhido ser urologista, eu penso. Ninguém ia me mostrar o “perú” no meio da rua.

Essa semana, pela primeira vez, fui levantar uma guia de honorários —não por acaso uma ação de divórcio. Achei que fosse chorar tudo de novo, pois o valor era ínfimo, uma verdadeira miséria. E o que me deu foi uma felicidade muito profunda de ter escolhido esse curso e essa profissão na vida. E de ter esse valor recebido documentado num pedaço de papel chamado alvará. Vou tirar uma cópia e pendurar na parede do escritório, tipo o tio patinhas, esse vai ser o primeiro de muitos. Não falta nada.

Mentira, falta sim, me falta ganhar dinheiro!

Livan, criador do NED.

5 de ago de 2016

ADVOGADO RESOLVE CAÇAR POKEMON DURANTE A AUDIÊNCIA

Na data de ontem, 4 de agosto, um fato muito curioso ocorreu no fórum da capital paulista.

Um advogado, em horário de audiência, resolveu caçar um Pokémon, apesar de ter sido advertido pelo juiz que presidia o ato de que aquele não era o momento e nem o local para isso.

Ignorando a advertência e, ainda, tendo pedido que fosse suspensa a audiência por alguns minutos, o advogado manteve-se atento à caçada do bichinho, que não poderia perder por ser raro.

20160706140706_660_420

O juiz ordenou que o advogado se retirasse da sala de audiência e, logo em seguida, enviou um pedido à subseção da OAB local para que fosse representado e punido o nobre causídico, ao final do procedimento.

O fato foi relatado na ata de audiências e as medidas estão sendo tomadas.

Segundo relato das partes que participavam da audiência, o juiz após expulsar o advogado da sala, deu a audiência por encerrada e imediatamente após o encerramento sacou o seu celular do bolso e capturou o raro pokemom

4 de ago de 2016

JOGADORES DE POKEMON GO INVADEM FÓRUM NO INTERIOR DE SP E RECEBEM VOZ DE PRISÃO

O jogo Pokémon Go foi lançado oficialmente no Brasil ontem (03/08), dando o pontapé inicial na jornada de muitos novos treinadores.

No entanto, nem todo mundo está feliz com a ideia: o Fórum da cidade de Atibaia se tornou uma “pokéstop”. As “pokéstops” são pontos marcados no mapa que oferecem recompensas e itens para os treinadores, se você observar o mapa do jogo, verá vários pontos azuis em destaque.

Na manhã do dia de hoje (04/08) vários jogadores invadiram a sala de audiência da 4a. Vara de Família da comarca de Atibaia, cidade do interior de São Paulo, para capturar um Sandshrew, um pokemon do tipo terra que se assemelha com um tatu).

128545.219085-Pokemon-GO

A audiência teve que ser interrompida em razão da abrupta invasão, eram cerca de 25 pessoas que estavam na caçada do “monstrinho”.

O Juiz de direito Leandro Rãnter, pediu que todos saíssem da sala imediatamente, mas os jogadores insistiam em capturar o pokemon, e diante da desobediência, o magistrado solicitou o apoio da segurança do fórum e deu voz de prisão aos jogadores.

Os jogadores foram encaminhados para a delegacia de Atibaia, mas já foram liberados e não quiseram das entrevista.

Os responsáveis pelo jogo não se manifestaram, mas a empresa Niantic, criadora do jogo já responde processos em outros países por incitar os jogadores a invadirem propriedades privadas.

17 de jun de 2016

EDUARDO CARDOZO CITA ‘TOMAS TURBANDO’ EM DEFESA DE DILMA

O advogado da presidente afastada Dilma Rousseff, José Eduardo Cardozo, cometeu uma gafe nesta quinta-feira, durante sessão da Comissão Especial do Impeachment. Ao citar teses que endossariam a defesa de Dilma no julgamento das pedaladas fiscais, Cardozo leu nomes de alguns juristas, entre eles "Tomás Turbando Bustamante".

13419211_10150745656649956_2963636415262784701_n

O ex-ministro da Justiça se referia a Thomas da Rosa de Bustamante, professor de filosofia do direito da UFMG, responsável por parecer que defende a junção do pedido de impeachment de Temer ao de Dilma. Cardozo não pareceu se dar conta da "brincadeira" da qual foi vítima e continuou o discurso

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism