JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

30 de mar de 2012

Abismada Bia - Aquilo que é bom dura pouco!

Para iluminar nosso Supremo e lindo Tribunal Federal nos presentearam com ministro Carlos Ayres Britto, que agora é nosso Excelentíssimo Presidente. Este homem, que além de poeta, tem em sua bagagem cargos como o de Consulto Geral do Estado, Procurador Geral do Estado, Procurador do Tribunal de Contas, Ministro do STF possui também um belo histórico em defesa de temas como a Lei da Ficha Limpa, pesquisas com células tronco, união estável entre pessoas do mesmo sexo e a derrubada da Lei da Imprensa.

Notoriamente sua competência, raciocínio e exímio caráter permitirão que tudo o que agora seja feito esteja brilhantemente avaliado e cumprido, nos permitindo sonhar com o fim decente para quaisquer dissídios que este nobre senhor presidir; levanta-se aqui este “detalhe” porque o ele conduzirá o processo do mensalão do PT (173 apensos, 147, volumes, 69 mil páginas e já com idade para cursar a segunda série primária).

Em entrevista dada após sua eleição (placar de 10 x 1, fora o baile) disse “projetar sobre o cotidiano institucional um olhar coletivo”, justamente o que se precisa, póóóóóórem,  infelizmente existe um limite de idade para o cargo, logo, já existe data marcada para o fim: dia 18 de novembro , quando o Sr. Ayers completará 70 anos e deverá se aposentar. Muito cedo, não estamos preparados!

Infelizmente a forma compulsória de aposentadoria que tanto ajuda no corte obrigatório de indesejados servidores públicos, agora limita este tão coeso homem em seu cargo. Ele merece o devido descanso, mas o progresso do país merece que ele presida... Neste ponto pode-se demonstrar um resumo do conflito entre certo e justo, tão presente em nossas vidas e principalmente em nossas carreiras... Em muitas situações nos deparamos com casos onde é certo aplicar a lei, mas é injusto que ela se cumpra, a necessidade e a coerência podem se entrelaçar de tal forma que dá nó na cabeça do mais coerente cidadão.

Referente ao mais novo presidente do STF, não existe alternativa senão lamentar, mas retira-se também o aprendizado que em qualquer situação existirão coisas boas e coisas ruins, não podemos evitá-las, mas podemos utilizá-las da melhor forma possível e “fazer dar certo até dar certo” (by Professor Felipe Lima), como sempre fez, e até quando for permitido, continuará a fazer nosso Excelentíssimo Ayres Britto.



Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism