JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

12 de abr de 2012

Reclamatório – Pra quê isso?

Pessoas da Nação Fundística, segundo texto que e escrevo para o N.E.D. como colunista. Não que eu não tenha escrito outras coisas aqui antes, mas nada se compara a um diário como esse em que eu tenho que contar da minha vida. Obviamente que não vou contar tudo porque né… Vai saber!  Esse final de semana fui (re)ler alguns  e-mails que recebo por conta do blog (nota mental: procurar uma empresa pra fazer um e-mail personalizado do N.E.D.) e não são muitos, e dentre vários que recebo 70% são de um tal de “enlarge your penis” essa galera das interewebs me conhece bem mesmo, mas enfim, dentre os e-mails sempre tem alguma coisa engraçada ou interessante e na medida do possível eu tento responder à todos. Até os que falam mal de mim e do blog eu tento responder, nem que seja com um singelo “eu também te amo”. Pois bem, recebi 7 mensagens me enchendo o saco porque no meu primeiro texto eu disse que não gosto de ser chamado de doutor.

“Onde é que já se viu, um advogado que não gosta de ser chamado de Doutor, lutamos tanto para estudar 5 anos, passar na OAB pra depois um merdinha em início de carreira falar que não gosta de ser chamado de doutor", que ficasse na profissão de hoteleiro!”


Então eu vou explicar procêis, não é que eu não goste que me chamem de doutor e que fique ofendido com isso, eu apenas acho que é só um título, sim SÓ ISSO! E antes que me venham dizer que eu não sei do que estou falando eu já adianto, sim eu sei do que eu estou falando. Eu sei de onde surgiu esta história dos advogados serem chamados de doutor, confesso que nos tempos de faculdade eu não sabia, fui descobrir em um trabalho de hermenêutica jurídica que fiz na pós graduação. Se você amigo incauto e leigo, e que como eu era também não sabe, eu vou explicar rapidamente: este título foi concedido aos advogados muito tempo atrás por Dom Pedro (não lembro qual deles, e estou com preguiça de procurar) e tem uma conotação histórica bonita até, e além de um agrado do Monarca, fala-se também que os advogados merecem tal título porque ao defender uma causa,o advogado defende uma tese, tal como os doutores em seus cursos de doutorado.  Enfim é mais ou menos isso!
Ora, mas se é bonita a história e o conceito porque você não gosta de ser chamado assim?
Primeiro porque sempre, sempre, sempre vai ter um filho da puta que vai te dizer: “Ah doutor porra nenhuma, pra mim doutor é quem tem doutorado” e eu não tenho vontade de ficar explicando que o Imperador decidiu fazer uma lei que blá blá blá, e esse é só o começo.  Eu nunca disse isso aqui, embora muitos percebam, apesar de fazer piada e tirar sarro de tudo, eu sou um cara extremamente ácido (tá na moda falar ácido ao invés de mal humorado) e se tem uma coisa que eu odeio muito e com toda força é estudante de direito que se acha advogado! ODEIO MESMO! AH e também odeio advogado recém formado que acha que é revolucionário com poder de mudar o mundo! 
Eu não sou contra mudanças, não mesmo, mas não gosto de pessoas que acham que só porque tem uma carteira cor de rosa (é rosa SIM e não vermelha) te dá o direito de ser idiota e arrogante! Cansei de ver esses advogadinhos (sim, eu sou polêmico) reclamando neste estilo aqui:


“o artigo tal da lei número tal diz que o atendimento deve ser em 15 minutos e já tem mais de 16 minutos que tô aqui, vou processar vocês!”


“ah não é possível que essa rua vai ficar fechada por 3 dias só por causa de uma festa da igreja, vou entrar com uma ação”


“você sabe com quem está falando Policial? Eu sou advogado, eu entendo de leis e o que você está fazendo é errado e eu vou te processar.” (advogado parado em uma blitz da lei seca)


Muitos vão dizer, mas se eles tem direito, porque não processar o banco, quem fechou uma rua ou quem deu uma geral no advogado Doutor?


JUSTAMENTE POR ISSO!!! Porque esse pessoal adora falar que é DOUTOR, mas eu não vejo esse cara que reclamou no banco entrar com um processo, pra ver valer os seus direitos, ele só reclama pra ver se a fila anda mais rápido. Só por isso! Ele só fala que não gosta de ser “enquadrado” pela polícia porque tinha bebido 3 doses de uisque, se ele estivesse com os documentos em dia e sóbrio, talvez ele não reclamasse!
E é por isso que eu me incomodo um pouco, porque neste momento eu sou igualado a um idiota destes! Não que eu me considere melhor que esses caras (mas no fundo acho que sou) mas eu acho que esses atos só solidificam essa má fama que nós, os advogados temos!
Quase esqueço de falar mal dos estudantes de Direito, vamos à eles: falo por experiência própria, em minha sala de aula eu não era o aluno mais adorado, tava mais para o contrário, primeiro porque eu nunca fui de fazer média com ninguém e segundo que eu não gosto de estudantes que se acham melhores que você só porque ele chega da faculdade e vai rever a matéria do dia, enquanto eu fui pro bar beber com meus amigos. E éramos julgados por isso! Certo dia jogávamos truco no bar da faculdade enquanto um professor dava aula, quando de repente um aluno chega até mesa onde estávamos, dá um puta tapa na mesa, lógico que caiu os nossos feijões que marcavam o placar, as cartas misturaram e ele diz: “vocês são todos uns vagabundos filhos da puta! O professor lá dentro dando matéria e vocês aqui jogando truco! No dia da minha formatura eu vou dar risada de vocês! Porque eu vou ser advogado e vocês vão jogar truco!”. Quero aqui fazer um adendo que nossas notas eram superiores às dele que assistia todas as aulas! E que hoje eu sou advogado e ele AINDA NÃO!
Mas então, e tinha uma coisa que muito me irritava na faculdade também: era quando os alunos se tratavam por DOUTOR. Ah e aí doutor como foi o seu dia? Tá bonita hoje hein Doutora!
Ah meu vai pra puta que pariu! Nem advogado vocês são e já tão com essa frescura! Me tira o tubo que eu quero morrer!
E agora tem o facebook né? Agora eu vejo os meus amigos de faculdade se tratando por doutores: “aeee hein doutora safadinha causou todas ontem!”… “bom dia doutor, vai ter futebol hoje?
Então é por isso que eu não gosto de ser chamado de doutor, porque essa “doutorização” nivelou pra baixo a nossa classe, ao contrário do que queria o Imperador Português.
Sério… precisa disso?

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism