JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

31 de mai de 2012

Reclamatório – Advogado Tatuado


Sim, o mundo é preconceituoso, eu sou, você é, todo mundo é! Antes de dizer que não tem nada contra negros, gays e outros grupos eu digo que o preconceito não se restringe a isso. O preconceito é muito mais amplo, e segundo o parente distante do Chico Buarque (somente pessoas extremamente inteligentes entenderão) preconceito é um “juízo preconcebido” ou seja, é um julgamento antes de conhecer. 
       
Lembra de quando você era criança e dizia que detestava beterraba antes mesmo de ter provado? PRECONCEITO INFANTIL! Olha o preconceito com a beterraba ai coitada… Se bem que beterraba é a prova que o mal existe na terra, ô troço ruim duzinferno!       

adahlia_stairs_24Enfim, dia desses estava eu num bar junto de meus nobres colegas e junto de meus ilustres amigos também estavam alguns desconhecidos (pelo menos pra mim eram desconhecidos) que eram amigos dos meus amigos. Atentem bem para o local em que estávamos… UM BAR! 

Se nos ambientes de mais rigor eu já costumo fazer piada, imaginem no bar! 

Pois bem, depois de um tempo um dos desconhecidos perguntou:       

- Ei Livan, o que você faz da vida?     

Não tenho outra coisa a dizer senão: sou advogado, afinal é o que eu sou né!      

Neste momento o cidadão da uma baita de uma gargalhada e diz:       

- Não cara, fala sério, o que você faz faz?      

Que bosta mano, sou advogado! Tô falando sério, pra que eu ia mentir?       

Mas ele não acreditou em mim e perguntou para um amigo que estava na mesa:       

- Ei fulano, fala ai o que o Livan faz?       

E a resposta foi a mesma que eu tinha dado 2 vezes. Neste momento o desconhecido desconfiado faz uma uma puta cara de susto, arregala os olhos, e diz:       

- Ah meu irmão vocês estão de sacanagem comigo, vocês querem me fazer acreditar que esse cara que tá contando piada, de boné e cheio de tatuagens é advogado?       

Vocês sabem que eu sou um cara de muita paciência e educação ímpar, e obviamente exercitei estas minhas qualidades e respondi: Meu querido você queria que eu viesse no bar de terno?        

Na tentativa de se explicar ele vai se complicando e diz que não é comum ver um advogado tatuado, queria saber se meus chefes sabiam que eu tenho tatuagem, se eu tenho que esconder as tatuagens na hora de audiência, se quando eu vou falar com cliente eu tenho que esconder as tatuagens!       

Eu só respondi que não tinha problema porque eu trabalho de terno… E ele insistiu: mas seus chefes sabem? Se eles descobrirem você não pode ser demitido?        

Cara, eu não tenho tatuado “vida loka” no antebraço, e nem nada no pescoço, basta uma camisa e pronto, ninguém sabe que eu tenho tatuagem, e eu não trabalho de bermuda também porra, morreu o assunto. Meu desempenho não muda por causa de um desenho na pele, minha capacidade não muda, eu não seria mais inteligente se não tivesse tatuagem e eu não sou bandido porque tenho tatuagem e a vida segue… Se fosse alguma coisa ofensiva e que ficasse o tempo inteiro à mostra eu até entendo o seu espanto, mas né… calma!          
E ele com aquela cara de susto ainda terminou dizendo: ahh se eu fosse você não deixava ninguém do seu trabalho saber, pra garantir seu emprego!            

Eu já sem vontade de conversar com o elemento, me limitei a dizer: "meu nobre se eu for demitido eu abro um escritório do lado de alguma cadeia e atendo os mano vida loka que tão pro lado de lá do muro, porque bandido tatuado e advogado tatuado é tudo farinha do mesmo saco e a gente vai se entender. Certo mano?"        

- Certo.       

Então é nóis!


Assinatura Livan

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism