JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

5 de jun de 2012

Diário de um Dotô – Não inventa!

nizoneto1Salve, salve pessoas maravilhosas do mundo jurídico! Hoje é dia de trazer a salvação para os jovens advogados que assim como eu também se fodem encostando a barriga nos balcões da vida.

E uma coisa recorrente neste universo da juridicidade acontece especificamente com nós, os recém chegados, os novatos, os manja nada do Direito, na verdade não é específico de recém formados, o que eu vou falar aqui é um fato que ocorre com recém formados ou advogados picaretas.

Quantas vezes alguém já chegou pra você e disse: “Ah você é adevogado? Então responde uma coisinha pra mim…”

Aposto minha virgindade anal com você que em alguma destas vezes você não sabia exatamente o que responder, mas só pra não acharem que você não sabe bosta nenhuma, inventou um número de lei, falou umas palavras em latim e finalizou a conversa sem ter respondido a pergunta do cara.

E porque você fez isso?

Simples! Porque o seu ego é enorme e você não quer assumir que não sabe tudo! Mas porra, você não sabe!

Aliás na grande maioria das vezes nós não sabemos mesmo! Afinal não é porque você passou na OAB e agora tem sua carteira cor de rosa que você sabe tudo! Estamos em início de carreira e muita coisa não é igual você aprendeu na faculdade, a vida prática é diferente da vida teórica. Porém, tem muito advogado filho da puta por ai que ao invés de dizer que não sabe e ser honesto com o cliente, inventa qualquer história só pra não perder a oportunidade de “entrar com uma ação” e faturar uma graninha!

“Ah sim claro, vai ser tranquilo, em uma semana no máximo seu pai já tá na rua! Vou preparar um HC e pedir o deferimento imediato do mesmo!”

“Obviamente que consigo reverter essa multa, afinal o ITR é inconstitucional e não há previsão legal para exigência descabida como essa…”

Eu acho muito mais digno e honesto dizer a verdade! Obviamente que você não precisa ser honesto ao ponto de dizer: meu cliente, eu não faço a menor ideia de como resolver a sua questão, e acho melhor você passar isso pra outro advogado porque eu não tenho capacidade para tal… Se limite a dizer que é um caso muito complexo e que demanda um estudo mais minucioso da questão e que dará um retorno depois. Pronto! Não precisou mentir e falar número de lei que nem existe só pra impressionar o cara! Porque em alguns casos o seu cliente não é um completo ignorante no que diz respeito às leis. Às vezes o cara já passou por aquela situação e só quer esclarecer uma coisa ou outra e neste momento se você falar alguma merda só porque não sabe e não quer dar o braço à torcer o cara vai perceber. Nunca subestime seu cliente. NUNCA!

Depois disso você sai correndo atrás da sua salvação no google, com pessoas mais experientes que você ou coisa assim! Mas não invente nada sem saber, não prometa coisas que não sabe se será capaz de cumprir, porque isso só vai te foder!  Quer exemplo? Eu te dou:

Se por acaso você disser para um cliente que vai ser fácil provar a inocência do vagabundo e que em uma semana ele estará em liberdade e não conseguir, seu cliente vai te achar um incompetente, afinal você prometeu uma coisa e não cumpriu, agora, se você disser que vai fazer um trabalho que busque reduzir a sua pena e se esforçar o máximo para livrar o cara de uma punição tá perfeito. Se o cara for pro xilindró com uma pena menor, você cumpriu o que prometeu e se o cara sequer for condenado, o cliente vai te achar o advogado mais pica grossa do mundo e assim ganhará clientes novos devido ao boca a boca. (que é muito importante na nossa profissão)

Portanto meus amigos, se eu pudesse dar um conselho à vocês este conselho seria usem filtro solar seja humilde! Todo mundo sabe que você é recém formado, então não queria ser o sabichão, porque ao invés de passar uma imagem de inteligente você estará se passando simplesmente por um idiota arrogante!


Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism