JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

29 de ago de 2012

Papo de Boteco–Um ministro gente boa II

Quem acompanha o blog, e perde tempo lendo minha coluna, deve ter notado que raramente falo em primeira pessoa. Pois bem, hoje vou abrir uma exceção para responder os diversos comentários que recebi na ultima coluna.

Fui duramente criticado por uns, algumas críticas construtivas, outras nem tanto, e também fui elogiado. Independe de tudo, fiquei extremamente feliz por ter recebido tantos comentários, pois o objetivo era esse. Fomentar a discussão em face de mais um dos escândalos políticos que avassalam nosso país.

Estou acompanhando o julgamento do mensalão, e o que mais está chamando a atenção não é o julgamento em si, mais a pequena repercussão que o acontecimento está recebendo da grande mídia, e de maneira geral da população. Isso se deve a meu ver, há um dos maiores problemas crónicos deste país: a morosidade do judiciário.

Só para constar, outro assunto que NUNCA mais foi abordado: o caso do Mininistro Gilmar Mendes vs. O ex-presidente LULA, quando este ultimo “solicitou” informalmente o adiamento do julgamento do mensalão.
Feito estes pequenos esclarecimentos preliminares, vamos dar sequencia ao temo já abordado: Dias Toffoli.
Na coluna inicial, foram tecidas várias e várias criticas ao ministro, mas tem um detalhe em que todos devem concordar: foram utilizados fatos, notícias objetivas e dados, que podem ser constatados em uma rápida pesquisa. Em momento algum usamos “achismos”, ou “subjetivismos” para embasar o que foi escrito.

Na última segunda-feira, Excelentíssimo Senhor Doutor Ministro do Supremo Tribunal Federal votou no plenário no caso do “mensalão”, e fez o que se esperada dele:

Não se declarou impedido, mesmo tendo seu envolvimento direto no passado com muito dos réus do processo; Votou pela absolvição do Deputado Federal João Paulo Cunha (acusado de peculato, corrupção passava, lavagem de dinheiro, e que segundo o Ministério Publico é responsável por desvio da casa dos 1,77 milhões de reais), e PASAMEM, votou pela absolvição da quadrilha de Marcos Valério.

Na verdade, Tofolli acompanhou o voto de outro ministro, que também tem seu nome envolvido em diversas irregularidades, que é o Ricardo Lewandowski, que já foi criticado pelo Papo de Boteco, em nossa coluna “CNJ e o Judiciário”, onde pra que quiser ler está disponível até hoje no blog.

Um dado interessante, e que o então Advogando Dias Tofolli, antes de ser Advogado Geral da União, trabalhou no Departamento de Assuntos Jurídicos do Ministério da Casa Civil, entre 2003 e 2005, justamente o período em que este Ministério foi comandado por ninguém menos, ninguém mais que José Dirceu, que hoje é réu no mensalão! E este último foi apontado pelo Ministro Joaquim Barbosa como “o cara” que arquitetou todo o esquema do maior caso de corrupção da história recente de nosso país.

Agora nos resta aguardar o desfecho do caso, e ver o que se realmente haverá alguma punição para os envolvidos, que brincam com o dinheiro público.
Muito obrigado por acompanharem nosso Blog, e em especial a coluna papo de boteco, aguardamos o seu contato através de nossos canais facebooke-mail ou twitter

Assinatura André

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism