JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

12 de set de 2012

Extra Petita – Relacionamento Aberto

relacionamentoabertoHá algumas semanas venho tratando dos relacionamentos amorosos nas colunas de quarta feira, e um assunto recorrente nos comentários e e-mails recebidos é o tal do “relacionamento aberto”, que aliás, tá na moda ultimamente, e é um assunto que tá tão em pauta que temos até alguns adeptos famosos, um dos últimos a assumir esse lifestyle foi o sertanejo Zezé di Camargo. (eu leio fofocas e ninguém pode me julgar por isso)

Meus queridos, se manter um relacionamento aberto é estar na moda, eu quero ser o cara mais old fashioned do mundo (old fashioned = fora de moda), porque porra, que merda de relação é essa que você namora ou é casado, mas tem permissão dar umas escapadas de vez em quando, só pra não enjoar?

Eu sou liberal em muitíssimos pontos e questões, porém sou extremamente conservador em outras, agora, meu nobre, eu não gosto de dividir nem trakinas, quem dirá dividir mulher!

Vai se foder né! O que é meu é meu e ponto final. Ciumento e possessivo?

Imagina!!!!

A relação caiu na mesmice, na monotonia, vai fazer curso de corte e costura, pular de paraquedas, sei lá, inventa qualquer coisa, mas não propõe relacionamento aberto, porque vai dar merda. Fico aqui imaginando o tipo de regra que as pessoas devem criar quando estão em uma relação aberta: “meu anjo, você pode fazer o que bem entender, com quem bem entender, agora se eu descobrir que você tá trazendo qualquer vagabunda pra nossa cama a casa vai cair” ou então “ó amor, toda quarta feira você pode sair, beijar quem quiser, transar com quem quiser, mas nada de sexo anal tá, o vosso brioco é só meu ok!”

Tá na cara que uma coisa dessas vai dar errado, não pode e nem tem como dar certo, pra mim é assim, se você ama, basta uma pessoa, essa pessoa tem que te fazer bem por si só, e isso tem que ser o suficiente para suprir às suas necessidades, entretanto, se você chegou ao ponto de ter que propor uma relação aberta pra não trair, é sinal que você não ama.

Ai de você, se chegar pra mim e dizer: “ó, eu te amo, não quero te enganar, mas to querendo dar pro Jordão Pé de Mesa”.

Certamente no dia seguinte meu rosto estará estampado no programa do Datena, enquadrado na Lei Maria da Penha. Sério!

Mas Livan, não é melhor propor um relacionamento aberto do que sair traindo a companheira ou o companheiro? Isso não é uma prova de respeito e amor?

Não, não é!

Amar é aceitar o “pacote completo” e isso inclui algumas qualidades e muitos defeitos, agora, se você tem a necessidade de procurar em outra pessoa o que eu teoricamente poderia te oferecer, mas ao que tudo indica não estou lhe dando, eu só posso concluir que eu falhei miseravelmente como ser humano e como namorado, então larga e vai procurar alguém que te preencha por inteiro, para que você não precise procurar 2 pra “inteirar” 1.

Você tem duas opções na vida, ter um compromisso ou não ter um compromisso, então se você escolheu estar comprometido com alguém, esteja comprometido com esse alguém e SOMENTE com esse alguém, não aguenta ser de uma única pessoa não namore, não case! SIMPLES ASSIM.

Assim, no meu modo de ver, relações abertas só tem um propósito, foder de vez com um relacionamento que já está fudido, porque se tivesse legal, não ia precisar de uma ajudinha de fora, e com isso eu concluo que relacionamento aberto é tipo navio, foi criado pra boiar, mas pode afundar a qualquer momento.

Assinatura Livan

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism