JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

26 de fev de 2013

Diário de um Estagiário – Ranking dos chatos

o-chatoOlá pessoal!

A grande maioria de nós já deve estar conciliando o gratificante estágio com a não menos adorável faculdade, que reinicia suas atividades.

Obviamente, tais demonstrações de felicidade irão durar somente até o cansaço invadir seu corpo e você descobrir que aquele professor cosplay do Leôncio vai voltar a te dar aula.

E já que alegria de estagiário dura pouco, na coluna de hoje classificarei o “ranking” das pessoas mais chatas em nosso convívio jurídico, para que você já esteja preparado para suportar o que vem pela frente no decorrer do ano.

Em nosso meio, existem os semichatos, os chatos, os chatíssimos, os insuportáveis e o Livan Pereira, sendo os mesmos divididos em subcategorias, essas:

O malandro: São os conhecidos juízes, advogados e demais serventuários que gostam de procrastinar suas tarefas, sendo que um “deixa pra depois” a cada 10 minutos acaba atrasando uma centena de processos. São conhecidos por não devolverem os processos na data certa, e usarem o famoso bordão “só falta assinar”.

O explorador: É egoísta e pão duro, se importa somente com seu próprio crescimento, querendo que todos a sua volta fiquem na merda vendo sua ascensão. Gosta de dizer ao estagiário: que “O seu maior pagamento é o que você aprende aqui” e sempre ensina a secretária a fazer as petições mais simples, para não ter de pagar mais um estagiário.

O sabichão: Nunca aceita que está errado, se acha o novo doutrinador brasileiro, porém perde prazo e protocola ações prescritas, sempre colocando a culpa dos erros no estagiário. Normalmente ocupam cargos “elevados”, sempre confundindo os ritos específicos e errando o endereçamento de ações e artigos processuais.

O filho de alguém: É filho/parente de algum jurista ou advogado famoso, fica todo dia até 11h da noite no escritório/fórum compartilhando notícias do Jus Brasil e alegando que "ama trabalhar". Só foi contratado por consideração a seu pai, sendo que muda de emprego a cada 6 meses e sempre sai como a piada do escritório. É facilmente identificável, pois sempre vai trabalhar com camisetas da Abercrombie ou com ternos Armani (mesmo estando no 2º período).

O mala: Se acha o maioral e só aceita ser chamado de DOUTOR, normalmente é funcionário público ou advogado conhecido. Ama dar “carteiradas” com a OAB nos flanelinhas e se ofende com piadas de advogados. Faz escândalos a toa e sempre tem dois ou mais adesivos da OAB colados no carro.

O invisível: Só aparece na hora de cobrar os honorários, nunca atende o telefone e pede pro estagiário/secretária avisar que ele “deu uma saidinha”.

O engraçadão: Passa sempre um falso ar de bom humor para que em eventuais “cagadas” levem em consideração que ele é legal e não o culpem. Piadas sem graça sobre “acusada na vara” e “fugiu gado da fazenda pública” são frequentes.

E assim, fica o ônus de atura-los para nós, estagiários.

E aí, que tipo de chato é você?

assinaturachristian

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism