JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

19 de mar de 2013

Diário de um Estagiário – Alegria de Estagiário dura pouco.

42-18736378Tal como a alegria de pobre, alegria de Estagiário também não vai longe...

Depois da ótima notícia que foi tema da coluna de semana passada, essa semana mais uma notícia referente aos estagiários veio à tona, porém agora de benefício duvidoso e muito mais polêmica, mamilos são polêmicos.

Segundo a Folha de São paulo, o adorável (ou nem tanto) ministro da educação Aloizio Mercadante anunciou nesta quinta-feira, 14/03/2013 que todos os “estudantes de direito do país terão que, obrigatoriamente, fazer estágio em órgãos públicos.”

Segue abaixo um pequeno (ou não) trecho da mesma:

”Estudantes de direito de todo o país terão, obrigatoriamente, de fazer estágio em órgãos públicos.

A medida faz parte de mudanças discutidas entre Ministério da Educação e OAB para abertura de faculdades e formação desses profissionais.

‘Vamos exigir estágio em campo de prática do direito nas instituições públicas: tribunais, Ministério Público, defensorias e órgãos afins’, disse ontem o ministro Aloizio Mercadante (Educação). (...) ‘Os dados estão mostrando (...) [que] a reprovação na OAB atinge níveis inaceitáveis. Vamos mudar a política de expansão e o processo de formação dos novos advogados.’”

Ele não deu detalhes sobre a carga horária do estágio nem esclareceu se a medida atingirá apenas alunos novos.

O ministro afirmou, porém, que a nova regra entra em vigor "imediatamente" após assinatura de acordo com a OAB - prevista para este mês.

Depois de ler o acima transcrito, em meio a emoções que, caso reais, poderiam ser tipificadas em diversos artigos do CP, minha única reação acabou sendo a de pronunciar a seguinte frase: PUTA QUE PARIU!

Não que estágio não seja importante, a sala de aula é bem diferente da realidade, mas deixem que cada um escolha onde quer fazer o mesmo!

Se não é a carreira pretendida, por que perder tempo com esse estágio?

Nem todos os estudantes de direito pretendem trabalhar nos órgãos do judiciário, creio que 1/3 dos estudantes pretendem simplesmente ADVOGAR. Será que os Núcleos de Prática Jurídica que já ministram os “estágios obrigatórios” durante o curso não são suficientes?

Qual a moral de OBRIGAREM um estudante de direito a estagiar em órgãos públicos?

Para mim nada mais é do que uma manobra para obter mão de obra gratuita, afinal, “pra que pagar se tem sobrando?”.

A desculpa esfarrapada de “melhorar o desempenho na prova da OAB” tá pior que terminar o namoro com “o problema não é com você, é comigo”, simplesmente não cola.

Com vários estagiários nas repartições públicas, com certeza vai ocorrer uma “superlotação”, muita gente e pouco trabalho.

Já estou até vendo meia dúzia de pessoas numerando páginas e outra meia dúzia organizando o arquivo, agora me digam: No que isso vai melhorar o desempenho na prova da OAB?

Muitas perguntas.

A pulga ficará atrás da orelha até maiores explicações sobre como funcionará esse estágio.

Parafraseando a propaganda da Budweiser: great times are coming, só que ao contrário.

assinaturachristian

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism