JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

10 de abr de 2013

Diário de um Concurseiro – Provas e petiscos

veronica_pinguimComo começar? Antes de qualquer coisa gostaria de agradecer minha mãe, meu pai, especialmente vocês e a Sasha pelo prazer inenarrável de participar do N.E.D. Estou aqui com o simples propósito de entediar, afinal o que esperavam? Existirá no mundo coisa mais entediante que a vida de um concurseiro? Eu acho que não, meus amigos acham que não, minha companheira (esse assunto não está em pauta) acha que não e meu psiquiatra tem certeza que não!

Porém, eu tenho que dizer que no fim de todo tédio há um copo de cerveja (ou de chope, tratando-se do último domingo). Explico: por óbvio no último fim de semana estive enjaulada em uma sala de aula abafada com mais uns quarenta candidatos concorrendo a uma vaga de Escrevente para o Tribunal de Justiça, desta vez na cidade de Ribeirão Preto, famosa por alocar a mais tradicional choperia do país. Ocorre que no último domingo o sol estava infernal agradável e convidativo para uma cerveja (não que eu ache que os dias chuvosos também não o sejam) e finda a prova não podia deixar de visitar o tal ponto turístico e saborear um esplendoroso chope na tentativa de repor minha massa cinzenta.

Nobres colegas, em tantos concursos que já prestei nessa vidinha mequetrefe de reles mortal já estive em inúmeros lugares distintos, porém nunca, nenhum vai ser como o tal do Pinguim. Chope gelado, companhia agradável (duas amigas foram fazer a prova também, a companheira foi dirigindo, a mãe foi acompanhando e ainda fui encontrar a prima que mora na cidade) e uma arquitetura de dar inveja. Pena que chegou a hora de pagar a conta, que foi bem salgada, diga-se de passagem, e voltar para casa aguardar a segunda-feira.

Quanto ao concurso, devo-lhes dizer que em dezembro do ano passado fiz este mesmo para a minha região, fui aprovada, porém não muito bem classificada e ao saber da abertura de novas vagas para outra região não hesitei em estudar mais um pouco e tentar classificação melhor. Sim, senti na pele que estava muito mais bem preparada. Respondi várias questões sem hesitar e quando terminei a prova me dei conta de que a tinha concluído rápido demais.

Até o momento o gabarito não foi divulgado. Aguardem cenas dos próximos capítulos!

AssinaturaVeronica

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism