JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

8 de abr de 2013

Diário de um Postulante - A PRIMEIRA COLUNA, O PRIMEIRO EXAME DE ORDEM E A PRIMEIRA LIÇÃO

estudanteOlá pessoas de beleza invejável e incomparável e de inteligência ímpar do mundo jurídico. Penso que esse status atribuído aos leitores do N.E.D., pelo dono deste Blog, já virou direito adquirido, portanto, assim se considerem e assim os chamarei. É com prazer que escrevo-lhes pela primeira vez como Colunista (humm, tô me achando) Postulante à Carteira cor-de-rosa, já que a agora Doutora MARIANA CARVALHO passou desta para melhor – muito melhor diga-se de passagem.

Encontro-me em situação diferente daquela vivida por minha antecessora, que prestou o IX Exame de Ordem já ao final da faculdade, como se deve. Sei que muitos também estão nessa situação, mas, outros muitos como eu, farão seu primeiro Exame de Ordem estando no 9º Período. Há quem diga: “Relaxa, você tem ainda outras chances, só está no 9º Período”. Mas, poxa... Se a OAB permite que sejamos inscritos cursando “o último ano ou 9º e 10º períodos” – como diz o Edital -, é porque supostamente temos a capacidade exigida para obtermos o mínimo de 50% de acertos na prova e assim, estarmos qualificados para tão temida 2ª Fase!

Então, considerando-me capacitada (#sóquenão), chegou a manhã do dia 22 de março de 2013, para muitos uma sexta-feira normal, alegre, cansativa, corrida, preguiçosa, sei lá! Mas não para mim. Ansiei a chegada desse dia tal qual uma mãe espera o nascimento do filho e pasmem... era só o dia da divulgação do Edital do X Exame de Ordem e início das inscrições. O MEU PRIMEIRO EXAME!

Impossibilitada financeiramente de fazer um Curso Preparatório, pedi de presente de aniversário vários manuais especializados em questões de Ordem. E, sozinha, forever alone, alone in the dark, iniciei minha jornada. Criei um Plano de Estudos (se quiserem o modelo é só pedir) com datas, disciplinas, conteúdos e carga horária, a ser seguido até o dia final: 28.04.2013. Se consegui? É claro que não! Seriam os culpados a monografia, o bar, a faculdade, a balada, o trabalho, o bar, os bailes de formatura, a balada, o namorado, o bar, o facebook, a balada? Não. A culpada fui eu! E penso que esse é meu maior desespero. Portanto, quando o dia amanheceu e meu celular enlouquecidamente despertou com a mensagem: “Fazer a Inscrição da OAB”, tive uma parada cardiorespiratória que durou alguns segundos.

Até aqui, você leitor, provavelmente já percebeu uma leve pitada de ansiedade, emoção exacerbada e certa dose de insanidade. É só impressão, juro. Nos outros dias sou normal (mentirinha). Pensem no dia da prova, como estarei... se não tiver coluna na segunda-feira pós Exame, já  sabem. Nada como um Rivortril ou Lexotan. Estou brincando. Ou não.

Enfim, sei que após preencher meus dados no site da FGV com toda dedicação e com água nos olhos, finalmente estava inscrita no X Exame de Ordem sob nº 303005028. Todo esse desespero, sendo que era apenas o dia da inscrição, ao menos me possibilitou perceber, e aproveito para sugerir também àqueles que se encontram na mesma situação, nesta primeira coluna, para o meu primeiro Exame de Ordem, a primeira e mais importante lição para esta caminhada até o dia da 1ª Fase, e que é a única coisa que pode nos impedir de alcançar nosso objetivo: PROCRASTINAÇÃO!

Popularmente seria: Não deixe para fazer amanhã o que você poderia fazer hoje! Então queridos, vamos à batalha, pois, essa guerra só está só começando!

Beijos, não me liguem, estarei estudando!

AssinaturaDaiane

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism