JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

17 de abr de 2013

Jesus Cristo é absolvido no Acre

Buddy_Christ2 A Justiça do Acre acaba de absolver Jesus Cristo. O fi lho de Deus respondia a uma representação por “propaganda eleitoral irregular” no Estado.

A denúncia foi apresentada no início de maio pelo juiz Wellington Carvalho Coelho, encarregado de fiscalizar a propaganda dos candidatos e partidos nas ruas de Rio Branco, a capital do Estado. Munido de uma máquina fotográfica, o juiz foi às ruas e fotografou diversos adesivos colados a veículos que traziam estampados o nome de políticos da região.

O problema é que esse tipo de propaganda é proibida antes de julho, quando os partidos fazem suas convenções e definem os candidatos. Entre os adesivos flagrados pelo juiz, um dizia “Jesus Cristo! O melhor caminho”. No mesmo carro, outro plástico trazia a estrela do PT. Foi o suficiente para Wellington Carvalho decidir abrir o processo. Apresentada no dia 2 de maio, a representação, no entanto, não foi muito longe.

Uma semana depois, Jesus encontrou seu primeiro defensor, e justamente onde deveria vir a acusação.

O promotor Fernando Piazeski, representante do Ministério Público Eleitoral, pediu o arquivamento do caso.

Afinal, Jesus Cristo não é candidato a nenhum cargo eletivo no Acre. Além disso, o adesivo em questão não trazia nenhum sinal de propaganda partidária.

O processo, já com a recomendação de arquivamento e Jesus Cristo como representado, seguiu para ser julgado no Tribunal Regional Eleitoral do Acre. Lá, caiu nas mãos de uma desembargadora com nome bíblico, a juíza Eva Evangelista. Em um despacho curto, de duas páginas, ela encerrou o caso e absolveu Jesus.

Os adesivos religiosos continuam liberados no Acre.

Fonte: UOL

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism