JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

8 de mai de 2013

Diário de uma Doutora - Advogada ou conselheira?

susto

Essa semana, mais precisamente no dia 08/05, saiu meu número de inscrição na OAB. Agora sim sou advogada devidamente inscrita. Coisalinda!

Já em ritmo de festa de advogar, estava eu sentada em minha futura ex sala de trabalho, ocupando ainda minha função de assistente jurídica, quando entra um senhor a procura de uma ‘adevogada’. De  pronto me apresentei como tal.

(Peço licença para reproduzir  os diálogos)

Cliente: “Dotôra, to com problema em casa. Briguei com a minha mulher. Sentei a mão na orelha dela.Ela jogou minhas coisas na rua. Não posso entrar em casa. Ela fez cachorrada comigo, pediu pra apanhar. Agora além dela por b.o nas minhas costas, quer ficar com a minha casa. Que eu faço?”

Olhei pra ele com aquele instinto voraz feminino aflorado (leia-se xeretice). Se fosse uma conversa informal, eu soltaria um “NOSSA QUE BAFÃO”, mas, consciente da minha condição profissional, guardei a língua e fiz algumas perguntas do tipo onde, quando, como e por que, no que ele continuou...

Cliente: “Sabe doutora, eu fiz tudo, tirei ela da pista ... “

Num acesso de ingenuidade, brotou um balão acima da minha cabeça, onde visualizei a cena dele resgatando a mulher de um acidente sofrido numa rodovia. Quanta lerdeza Dada a minha cara de interrogação, o cliente falou que tinha tirado ela do ofício de garota de programa. Disfarcei a burrice ingenuidade respondendo um “Ah claro!”, como se eu já soubesse o que era “pista” .

Cliente: “Tirei ela de lá, trouxe ela e os 5 filhos pra minha casa, trabalhei dia e noite pra sustentar toda essa gente e o que ela fez, quase um ano depois de união? Apareceu grávida! GRÁVIDAAAA, não tive dúvidas, desci o cacete!”

Eu: “Meu senhor, como assim, por que essa violência?

Cliente: Eu sou estéril p%$#@

Nessa hora me deu vontade de dar um tapinha nas costas do cliente e dizer: - Ó amigo, sinceramente? Você se ferrou! Tenta ter sorte na próxima vida, porque nessa falhou tá!

Na primeira consulta já senti que a vida espera mais de um advogado. Espera que ele seja advogado, psicólogo, conselheiro amoroso, consultor afetivo, mediador e etc ...

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism