JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

13 de mai de 2013

Mulher mata marido depois de ser chamada de gorda

Investigada pela Polícia Civil de São Paulo como suspeita de assassinar o marido há um mês, uma empresária de 28 anos alega estar sendo injustiçada e conta como matou o representante comercial de 33 anos. Para o Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), o crime foi premeditado, mas para a mulher tudo não passou de “legítima defesa.”

gun

Indiciada por homicídio doloso qualificado, quando há intenção de matar e por não ter dado chance de defesa para a vítima, Andressa Ramos de Araujo falou ao G1 que só atirou em Sergio Francisco para se defender. Ela ainda não disse ao seu filho de 4 anos que matou o pai dele.

A mulher alegou que, assim que descobriu a traição do marido, foi xingada de “gorda” e acabou agredida por ele. Com medo, disse ter pegado uma arma numa gaveta e atirado. O caso ocorreu na madrugada do dia 24 de janeiro na residência do casal, na Zona Leste. A arma do crime foi descartada pela acusada e ainda não foi localizada.

“Foi um disparo acidental”, alegou Andressa, que aceitou dar a entrevista sob a condição de que seu rosto não fosse mostrado. Ela responde pelo crime em liberdade.

Fonte: Acidez Feminina

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism