JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

24 de jun de 2013

“POR FAVOR, É URGENTE!”

Saudações ilustres leitores do N.E.D.

Hoje falarei sobre URGÊNCIA.porfavor

Inicialmente: coisas urgentes só estressam.

Deve ser por isso que o programa do Datena é uma merda, até no nome isso fica ruim...

Não, pensando bem o nome não interfere. É ruim mesmo.

Tá que para alguns a cabeça só funcione “sob pressão”, mas isso não é gosto pelo “urgente”, é medo de que a água bata na bunda.

Enfim, todos já devem ter se deparado com aquele adorável recado, normalmente mal fixado com fita adesiva nas mais diversas repartições públicas:

“Urgente é algo que alguém deixou de fazer em tempo hábil e quer que você faça em tempo recorde”

No caso dos estagiários, permitam-me transcrevê-la da maneira que ocorre rotineiramente, conforme exposto por um autor desconhecido:

“Tudo aquilo que algum desavisado diz que é urgente, é algo que algum incompetente não fez em tempo hábil e quer que você, o burro de carga, se estrepe para fazer em tempo recorde!”

Rapadura é doce, mas não é mole não.

Já falei aqui sobre os alvoroços rotineiros que ocorrem no judiciário (não só nele) e o que tenho a dizer é: Pessoas são folgadas e deixam tudo para última hora.

Não é de hoje que falta comprometimento assola a população.

Essa semana apareceu um cidadão desesperado, vez que vendeu uma “Elbinha 86” em 1999, e agora, somente 14 anos depois, descobriu que “ele não transferiu a Elba dotô”.

Que dó, que dó, que dó...

Porra nenhuma!

Como uma pessoa passa 14 anos sem saber que tem um carro em seu nome? Se os Correios esquecessem de pagar os impostos de uma das Kombi’s amarelas apodrecendo por aí com cartas para o Papai Noel dentro eu até admitiria.

Agora está com IPVA/LICENCIAMENTO/DPVAT uma década em atraso e quer que os advogados/serventuários façam milagre.

Fazer a comunicação de venda que é OBRIGATÓRIA desde 1997 ele não fez, mas os “milagreiros” tem que dar um jeito, por que: “não é possível uma coisa dessas, só no Brasil mesmo”.

Todo dia uma urgência.

E eu sigo dando risada...

Afinal, não servimos também para resolver problemas?

assinaturachristian

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism