JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

18 de jun de 2013

Protestar resolve?

protesto-paulista-passagem-confronto20130607-0001-size-598Já dizia o "velho deitado" que o povo unido jamais será vencido e o que estamos vendo nas ruas, nos jornais e na televisão nos últimos dias é uma clara demonstração do poder que essa brava gente brasileira tem quando se junta pra lutar por algo.

O motivo pode lá não ser o mais nobre, afinal existem coisas muito mais importantes para se lutar do que o aumento de vinte centavos na passagem do transporte coletivo, entretanto não deixa de ser um motivo justo, ainda que existam tantos outros que mereciam uma manifestação também.

Alguns dirão (como já estão dizendo) "não são vinte centavos, são direitos" e isso é a mais pura verdade. Tudo começou com a insatisfação pelo aumento da passagem, mas hoje pessoas que nunca pisaram em um ônibus ou metrô estão nas ruas neste exato momento protestando por algo que pode nem lhes trazer algum benefício direto.

Isso chama-se revolta,  o povo está cansado de desmandos, pizzas,  dancinhas da vitória e tantas outras coisas que só o país da copa pode proporcionar.

Esse desconforto foi se acumulando e eclodiu numa manifestação como poucas antes vistas, palavras de ordem, hino nacional cantado à plenos pulmões e toda aquela coisa ufanista que desegrada alguns, mas que trouxe para a rua muita gente disposta a lutar (pacificamente eu espero) por um país melhor, ainda que começando pelo transporte público.

Isso chama-se cidadania, isso é lutar por um direito, ainda que este direito nao lhe traga vantagem nenhuma, mas que pode beneficiar outras milhares de pessoas.

A evolução do mundo é evidente e fica mais clara a cada dia que passa, antes os protestos eram organizados às escuras e eram embalados por musicas de Chico Buarque, hoje tudo é combinado através do facebook e a música mais cantada é a de um comercial que chama a galera pra rua, pois a rua é a maior arquibancada do Brasil.

Espero que essa manifestação renda muitos frutos, que mostre para nossos políticos que quando a gente quer a gente tem força e não somos apenas o país do futebol. E por fim, desejo que o próximo protesto seja em favor da educação, pois como vimos (seja pela televisão ou in loco) que falta educação pra alguns manifestantes que não aprenderam que protestar não significa destruir a cidade.

AssinaturaLivan

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism