JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

11 de set de 2013

A dura arte de ser multifuncional

Até pouco tempo atrás, a palavra multifuncional raramente era usada para definir alguém que fazia várias coisas ao mesmo tempo, contudo, com o advento da informática, um aparelho que copia, imprime e digitaliza ganhou este singelo nome, e a partir daí, todas as pessoas que faziam mais de uma coisa ao mesmo tempo passaram a ser chamadas de multifuncionais.

Porem, para ter tal “adjetivo” ligado ao vosso nome, não basta apenas respirar e andar ao mesmo tempo, é preciso mais, é preciso muito mais que isso para que você tenha direito a usar essa farda de caveira de ser chamado assim. Sabe quando você está assistindo televisão e passa um ator que foi despedido que dá entrevista falando que vai se dedicar a outros projetos e tal e que agora vai ter tempo pra fazer outras coisas? Então, também não é isso, porque quando a pessoa fala que tem muitos projetos, isso significa que ela não tem bosta nenhuma pra fazer e aí inventa essa de projetos.

Agora retomando o assunto, e traçando um paralelo com mundo jurídico, multifuncional é aquela pessoa que tem um escritório, dá aulas à noite, faz um bico como consultor em uma empresa e ainda escreve para um site especializado, isso sim é um cara determinado e multitarefas.

Ó, só pra constar, não me venha você dizer que é multifuncional só porque você trabalha durante o dia e faz faculdade à noite porque você não é! Pra ser um “multitask” somos bilíngues, chupa sociedade é preciso mais que isso.

O verdadeiro multifuncional, ou pau pra toda obra como seu pai diria, é aquele cara que não tem tempo pra mais nada, que tem que abrir mão de algo em detrimento de outra, que em determinados momentos coloca a mão na cabeça e calmamente solta um FODEU! atarefado

Assim, segundo os cardiologistas, pessoas que fazem muitas cosias ao mesmo tempo, são aqueles que mais procuram seus consultórios reclamando de uma dorzinha no peito, estes são os seus principais clientes, e são estes caras que financiam as viagens para a Europa, as lipoaspirações e os carros importados de tais profissionais, pois os multitarefas morrem cedo, pois comem mal, já que o tempo é curto, têm não um, mais 2 ou 3 empregos para se preocupar e tantas outras coisas pra atrapalhar com tudo.

Fosse eu um cara que vestisse uma boina e uma camisa do Che, eu diria que tudo isso é culpa do capitalismo, que acaba nos forçando a querer sempre mais, e correr atrás do dinheiro a qualquer custo, porém, eu, Livan Pereira, advogado, estudante de duas pós graduações simultâneas, blogueiro, colunista de site especializado em direito, criador de duas páginas de sucesso no facebook (o N.E.D. é uma, e a outra, vocês jamais irão saber) sou a prova viva que nem sempre os multifuncionais ganham dinheiro, pois de todas as coisas que listei, a única que me rende alguns reais no fim do mês é o meu emprego como advogado, porque o resto...

E mesmo assim, faço todas elas com muito afinco e dedicação,  principalmente àquelas ligadas à internet, tudo isso porque amo muito meus leitores e quero sempre poder oferecer coisas bacanas e interessantes para a diversão de todos. Rá! Mentira, eu quero é ficar famoso e ser convidado pra participar do Big Brother!

AssinaturaLivan

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism