JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

13 de set de 2013

Os jovens advogados e o dom divino de fazer cagada!

Não é de hoje que tratamos aqui da arrogância e da prepotência de muitos estudantes de direito e principalmente de jovens advogados, que se acham superiores a qualquer advogado, juiz e até mesmo ministros do Supremo.

O juvenil acabou de passar na OAB com justos 6 pontos, graças a um cursinho preparatório, mas se acha o pica das galáxias e tem dentro de si que é capaz de dar aula em qualquer universidade de ponta do país, única e simplesmente porque decorou meia dúzia de regrinhas pra ser dar bem em uma prova.

Se este elemento com o ego maior que fome de gordo passou na OAB de primeira, aí meu amigo, aí o caso é grave, porque aí tudo se potencializa, tudo é elevado ao cubo por conta da confiança do elemento coxinha estar em alta.

É inegável que até das piores situações é possível se extrair algo de bom, por isso que sempre achei que ao menos neste ponto, reprovar na OAB, às vezes acaba por fazer algum bem para os advogados, pois assim, os reprovados colocam os pés no chão e percebem que apesar de formados em direito, estes não sabem bosta nenhuma do mundo jurídico. E com isso a tendência é que os reprovados sejam um pouco mais humildes que os sabichões jurídicos.

download

O medo é bom, o medo faz bem,obviamente que ser um baita de um cagalhão não vai te ajudar em nada, mas também vale dizer que não é legal ser uma pessoa cem por cento destemida, pois o medo te faz pensar nas possibilidades de erro, nas falhas que podem ocorrer durante  seu trajeto.

Assim tendo medo, o advogado inexperiente vai pesquisar, e ao cair em suas mãos o seu primeiro agravo de instrumento, o juvenil vai ler tudo o que achar sobre como agravar, as regras, as exigências, os requisitos e tudo mais, enquanto o sabichão, vai dizer que agravo é fácil e lembra como é porque lembra da época do cursinho e manda bala na sua peça.

Só que aí, depois de passados alguns dias, vem um despacho que diz que o agravo de instrumento não atendeu aos pressupostos de admissibilidade. E a não “aceitação” do pedido se deu porque o sabichão estudou pra passar na OAB e não pra ser advogado, e para passar na OAB, não precisa saber que depois de interposto um agravo de instrumento, você tem 3 dias pra avisar o juiz que assim o fez.

E aí meu nobre, tudo o que você não chorou de decepção e tristeza por não ter sentido o sabor de uma reprovação na prova OAB, você vai chorar agora, por conta de descobrir que você ainda não é ninguém e não sabe porcaria nenhuma, além é claro de por conta de sua burrada, perder a causa e o cliente.

AssinaturaLivan

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism