JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

13 de set de 2013

Piá de Vestido

Olá pessoas queridas e amadas como vão os preparativos para a Formatura? Além de pensarem que poderiam trocar seus carros com o valor gasto nessa festa maravilhosa que dura menos de um dia, estão todos bem?

Pois é. Em primeiro lugar, considerando o alcance fronteiriço que este maravilhoso sistema chamado internet nos proporciona, fazendo com que o NED chegue a vários lares brasileiros (tipo programa de auditório), gostaria de explicar àqueles não nascidos nas estâncias Curitibanas, que PIÁ é o mesmo que menino, guri, moleque, só que em Curitibanês. A expressão mais usada por aqui é “Piá de Prédio”. O piá de prédio é aquele cara criado em apartamento, pela avó, tomando leite e comendo pera e que nunca soltou raia (ou pipa, ou papagaio) na rua. Tipo o Lemão, nosso querido amigo colunista que escreve o Diário de um Estagiário. Ele é um piá de prédio catarinense.

Mas por que estou falando tanto de piá? Simples! Pela razão de que a maioria das meninas são muito apressadas e 6 meses antes (tipo eu) já estão pensando no tão sonhado VESTIDO DE FORMATURA. Sim, amados, seremos bacharelas em Direito, queremos nada mais, nada menos que muito ouro (Inxalá), cristais swarovski (plastikóvski), pérolas e afins, e é claro muito glamour. Mas isso dá um trabalho gigante. É procurar lojas, estilistas, tecidos, cores, modelos, combinações. É suar muito nos provadores dessas lojas, e é claro, assustar-se com os dinheiros que exigem em troca do vestido.

Agora me diga: Qual é o trabalho do Piá Formando? Uma semana antes do Baile, ele vai até a loja, com a mãe provavelmente, prova uma vez um smoking preto, escolhe uma camisa, a tal da gravata borboleta vermelha, marca os ajustes e? E nada. E FIM. É nessa hora que eu fico pensando: Por que a vida dos piás é tão mais fácil? Por que eles têm o direito de urinar mijar em pé e nós não? Por que eles não menstruam? Por que eles não usam vestido na Formatura?

Mundo injusto. Isso que a gente entra na Faculdade de Direito achando que vai fazer justiça. Aham. Só o fato de não podermos fazer tudo isso que os homens fazem já é uma injustiça. Assim, convoco-lhes todos, para levantarmos a bandeira do: Direitos REALMENTE iguais entre homens e mulheres. Vestidos para os piás no Baile de Formatura JÁ!

Menino-do-Vestido-Azul-Cristian

Calma gente. Apenas estou externalizando minha indignação pela trabalheira que está dando só pensar no vestido e não fazendo um manifesto puro. Portanto, interpretem esta como a crônica que pretende ser.

No mais, fiquei aqui rindo sozinha imaginando todos os piás da minha sala de vestido e quais seriam seus estilos. Façam isso, é engraçado! JURO!

AssinaturaDaiane

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism