JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

31 de out de 2013

Diário de uma postulante -Preparatório OAB = FAIL!

E aí manos e minas que apavoram o mundo jurídico kkk tá, ficou horrível e não, eu não sou do gueto!. Estou aqui, mais uma vez, para dar o ar da graça da minha ilustre presença, esperando ansiosamente pela votação do novo CPC que, pra quem não sabe, está na pauta desde o início da semana passada, pra não dizer que espera votação desde antes desse ano.

oab

Eu sei que diversos sentimentos são aflorados nas pessoas, lindas e charmosas ocupantes da classe mantenedora da ordem deste país não me refiro à polícia. Alguns realmente querem a reforma do Código, outros acham que “tá bom do jeito que tá”, quanto a mim, só consigo pensar em uma coisa: “P*&%a, agora que eu consegui decorar dois artigos (267 e 269) detalhe, precisei olhar no Código pra ter certeza e essa bagaça já vai mudar!?

Enfim, o que eu quero dizer com esse breve relato: a verdade é que eu não quero dizer nada, só precisava mostrar minha indignação.

Agora vamos ao que interessa, nossa preparação para a OAB! Confesso que essa semana foi bastante atribulada para minha querida pessoa, já que não é fácil estudar pra OAB, estudar para as provas, pensar na monografia, escrever artigo pra revista da facul e descobrir que a Deep Web existe pra quem não sabe o que é, vale a pena pesquisar, só não tente entrar, a menos que você queira ser rastreado e preso pela polícia Federal!.

Acontece que com tantas coisas pra fazer, eu não fiz nenhuma, MUAHAHA, mas finalmente me decidi pela matéria da segunda fase: Civil! E por conta dessa decisão, resolvi fazer uma coisa que muitos estudantes desesperados, sem tempo e sem dinheiro para pagar cursinho preparatório fariam e o que me gerou uma desventura muito triste: fui comprar as vídeo-aulas gravadinhas num DVD. Para isso me dirigi até a famosa “feira dos importados” de Brasília, vulga “feira do Paraguai”, com a intenção de comprar as aulas de um complexo de ensino específico (os nomes das vítimas serão protegidos para não me gerarem futuros probleminhas (mais probleminhas)).

Enfim, iniciei minha busca implacável pelos tão desejados DVDs e depois de andar por toda a feira, perder 10 quilos e ganhar um calo, resolvi perguntar se algum ser iluminado sabia me informar onde eu poderia encontrar a PORCARIA dos DVDs, quando de repente, eis que surge uma luz do além e eu escuto uma voz q me diz: fulano de tal vende, mas a senhora porque eu devo ter cara de velha, aff tem q sair da feira e procurar lá fora (sim, eu sai da feira e andei outras milhas).

Depois de mais 5 anos luz andando, avisto um carinha ao longe do lado de um monte de filhos de cachorro (porque comida, cachorro, DVDs e gabaritos de provas devem ser vendidos na mesma sessão!). O detalhe era: o carinha tinha cara de malandro, então pensei, deve ser aquele. Me aproximo do ser e pergunto: o senhor saberia me dizer onde encontro as vídeo-aulas pra OAB? Ao que ele me respondeu perguntando o nome do meu papagaio, quantos anos tem meu cachorro e qual a massa corpórea de um elefante, resumindo, ele perguntou muito.

Após o interrogatório, o cara olhou pro lado, olhou pro outro e me respondeu: sou eu que vendo! (C*&%#%¨, custava responder antes?). Claro que eu comprei tudo que podia, como dizem, parecia pinto no lixo. Chegando em casa fui estudar é claro, e quando coloco o primeiro DVD, processo civil: preparatório para o concurso de Delegado de 1946 (o ano é fictício). Segundo DVD, medicina legal: curso de enfermagem blábláblá. Acreditem, só piorava a cada DVD trocado.

E qual foi a moral da história? Paguem o preparatório! Porque eu tenho mais de 200 horas de aula e nenhuma é para a OAB! Ódio mortal daquele homem!

Então pessoas lindas e maravilhosas, continuem seus estudos aí, que eu continuo atrás dos DVDs aqui, porque a esperança é a última vítima do homicídio qualificado! Bjo. Bjo. E inté!

AssinaturaFernanda

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism