JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

9 de out de 2013

Projeto de Lei cria espaços exclusivos para pessoas fedidas

Projeto de Lei que cria ambientes próprios para pessoas fedidas em concursos públicos e outros ambientes, cria polêmica no Congresso Nacional

Além das condições especiais para a realização de concursos públicos destinadas aos portadores de deficiência física agora as empresas que realizarão os certames deverão, ainda, contar com locais próprios para pessoas fedorentas.

É o que prevê um projeto de lei (PL) criado pelo Deputado Federal Everaldo Aromatino (DEM – AL) e aprovado pela Câmara de Deputados. O projeto de Lei ainda deve ser votado pelo Senado e se aprovado os concursos para órgãos federais deverão contar com os lugares privativos.

nariz-tapado-350

A fiscalização dos candidatos será feita antes da realização das provas e aqueles que forem enquadrados nesta condição especial serão destinados para uma sala com ar condicionado e bom ar. Dependendo da situação a medida também poderá ser destinada a pessoas portadoras de mau hálito, explica a Deputada Rosa Polini também militante do partido Democratas.

Entretanto, a polêmica gira entorno da discriminação com as pessoas que não usam nenhum tipo de colônia ou desodorante.

Questionado um aluno hippie do curso de Direito da Universidade de Brasília – UNB afirmou que este projeto de lei é uma afronta ao princípio da dignidade da pessoa humana e que se sofresse qualquer forma de discriminação procuraria de imediato o Ministério Público Federal.

O projeto, apelidado de “Rexona”, foi apresentado há dois anos, e estava praticamente parado. Agora, ainda precisa passar pelo Senado Federal. Se aprovado, segue para sanção da Presidente Dilma Rousseff.

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism