JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

18 de out de 2013

Reclamatório - O machismo é crime no Brasil?

Se você é um estudante de direito com um pouco de conhecimento do código penal brasileiro, saberá responder de pronto que a resposta para a pergunta que dá nome à coluna de hoje é NÃO.

Aliás, o machismo não é crime e inclusive era incentivado pelo código penal até um tempinho atrás, pois o código em determinado artigo falava em “mulher honesta” quando deveria falar apenas “mulher”, mas enfim, hoje pelo menos no papel isso mudou, contudo apenas no papel.

E falando em machismo, vale dizer que o assunto da vez é o vídeo erótico da menina goiana que foi compartilhado por metade dos usuários de telefone celular no país, e diante de tudo isso, surgiu novamente a discussão acerca do machismo nas relações. Muitos disseram que se tratava de machismo, por parte do cara que queria se afirmar, mostrar que era o fodão da relação, etc. e tal.



Outros (como eu) não enxergam machismo nos acontecimentos, eu entendo apenas que a garota confiou em um idiota, confiou coisas que não se deve confiar a (quase) ninguém, muito menos a uma pessoa pouco confiável, que já provara isso, traindo por pelo menos três anos a sua esposa. Além disso, as mulheres um pouco mais experientes sabem que é da natureza do homem ser idiota, nós somos assim, fazemos bobagens o tempo todo, e não há nada que se possa fazer pra que isso mude, mas lembre-se, nem sempre idiotices significam machismo.

Obviamente isso não significa que o machismo seja uma invenção das feministas, não é isso, acontece que nem tudo é machismo, ao que noticiam os sites por aí, o cara divulgou as fotos por conta de uma briga do casal (que nem era tão casal assim, uma vez que o cara é ou era casado) e aí de vingancinha o cidadão de cabeça quente fez merda e colocou as intimidades na goiana na rede.

Isso não é machismo, isso é babaquice pura. Só isso! Já houve o inverso. Mulheres traídas ou simplesmente decepcionadas com atitudes dos seus parceiros já espalharam que seus respectivos companheiros têm o peru pequeno, outras espalham que o cara era ruim de cama, e outras dizem que o ex companheiro adorava um fio terra na hora H. Atitudes como esta demonstram apenas imaturidade, movidas pela sede de vingança e nada mais que isso. Machismo e vingança são coisas distintas mas que as vezes podem ser confundidas.

Não vejo culpa da garota, como muitos assim entenderam em um texto anterior, mas também não acho que ela seja pura e casta por inúmeros motivos, claro que a culpa do que aconteceu é totalmente do cara, pois não foi ela que clicou no "enviar", mas já dizia minha falecida vó, que quando um não quer, dois não brigam, assim, destaco que isso não se trata de machismo, trata-se de interpretação lógica dos fatos. 

Se você não quer morrer, você não arrisca sua vida saltando de pára-quedas, se você não quer ter o estômago embrulhado, você não compra um CD do Sambô e se você não quer ser taxada como a garota que falou que tinha o c# apertado, não faça sexo diante de uma câmera.

Ora, é lógico que não é todo mundo que pula de pára-quedas que morre, é lógico que tem gente que não passa mal ao ouvir Sambô, e tem pessoas que têm vídeo de sexo guardado em seus telefones celulares e nada de grave aconteceu. Porém, o risco de algum ato contrário à vontade dessas pessoas é maior do que quem não se arrisca.

Também é lógico que as pessoas não morrem apenas ao pular de um avião, e não somente tem suas intimidades reveladas se forem filmadas transando, pois se fosse assim, seria proibido sair de casa, ouvir música ou transar, não é isso, mas algumas pessoas se expõem mais ao risco. É matemática pura. Se você nunca se filmou transando, as chances de um vídeo seu pipocar nas redes sociais é de zero por cento, se você tem um vídeo gravado, as chances sobem pra 50% dele ser divulgado. 

“- Ah, mas você pode ser filmado escondido e alguém colocar isso na rede mundial de computadores!” Sim, pode! Eu também posso ser atropelado por um rinoceronte no da Savana Africana! Menos né gente. Se vocês forem contrapor uma ideia, pelo menos utilizem-se de argumentos minimamente lógicos.

O cara errou ao divulgar o vídeo? Claro que errou, foi um idiota, pode e deve ser punido, muito disso porque às vezes atitudes idiotas podem estar tipificadas no código penal. Mas o crime praticado não diz respeito ao sexo, e sim a invasão da privacidade alheia.

Nós vivemos sim, em um país machista, homofóbico e racista, mas nem tudo o que acontece é preconceito. E não basta uma simples atitude pra dizer que você é boa gente, não adianta nada dar um botão de rosa no dia das mulheres e dizer que valoriza todas elas, se depois você chega em casa e fala pra sua mulher apressar o jantar e andar logo com a sua cerveja, bem como o contrário também é verdadeiro, não porque você não concorda com uma atitude oposta que você é machista.

Assim, é preciso diferenciar atitudes criminosas de atitudes simplesmente idiotas. Aos criminosos, a punição necessária, aos idiotas, uma bela surra com vara de marmelo.


Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism