JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

3 de dez de 2013

Indulto Natalino, Amigo Secreto e Marchinhas de Carnaval.

Olá amigos.
Semana chuvosa aqui no Sul. Vários processos boiando pelo Fórum.

Por aqui, seguimos contando os dias para o recesso forense.

Como dito no post da semana passada, confesso que o clima de final de ano já “chegou chegando”. Ninguém mais quer trabalhar.

A semana passada se resumiu em: “O que comprarei na Black Friday”, e, ao que tudo indica, essa semana se resumirá em: “O que comprei na Black Friday”.

Bugigangas à parte, entre os colegas estagiários a labuta se restringiu a confeccionar um enorme e nem tão magnífico calendário referente à “contagem regressiva para o recesso 2013/2014 ”, onde cada um dos pigmeus menos favorecidos ficou incumbido de providenciar um enorme xis vermelho para cada dia que passar.

calendario (2)

Com certeza esse não é o trabalho dos sonhos.

Para passar o tempo, nos divertimos escondendo e/ou perdendo propositalmente os pedidos de Indulto de Natal solicitados por Réus presos, propagando assim o caos na comarca. (os penalistas piram)

Para piorar o ócio, me excluíram do grupo de putaria do whats, o final de ano também veio acompanhado do adorável (detestável) amigo (colega) secreto (ou nem tanto) do fórum.

MALDITOS!

Eu odeio amigo secreto.

O amigo secreto do Fórum é a única oportunidade em que você consegue ganhar um presente mais detestável do que os que você ganhava no seu aniversário de 6 anos. No de 2012 ganhei uma caixa de chocolates Bel (procurem no Google), e na Páscoa deste ano ganhei uma xícara do Flamengo (sou vascaíno).

Minha única alegria é que neste ano não haverá Coro de Natal no maternal templo jurídico. Ele foi substituído pela adorável ~ sinfonia ~ de Wilson Simonal, que preenche os ouvidos dos presentes no recinto - emanados pelas enormes caixas de som que prejudicam o pregão - em intervalos regulares de 15 minutos:

“Ai, ai, ai ai, ai ai ai,está chegando a hora
O dia já vem raiando, meu bem, eu tenho que ir embora”

Fora comprovado que, além da repetição musical ser ligeiramente mais barata do que a contratação de um Coro, a mudança ainda contribuiu para redução na taxa de homicídios de cantores praticados por servidores públicos.

No entanto, como a corda sempre arrebenta para o lado mais fraco, após uma enorme batalha judicial entre familiares de Wilson Simonal e trabalhadores do Fórum, fora concedida liminar, a fim de que se providencie a contratação de um médium, incumbido de assassinar o cantor no plano astral, vez que já não caminha entre os mortais e a exumação é muito burocrática.

Esse texto é uma obra de ficção de uma mente alienada.

"Tantos lugares para me levar e me levam a sério..."

Abraços e boa semana.

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism