JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

28 de mai de 2014

MALDITO SEJA O PROCESSO ELETRÔNICO

Quando começou-se a falar em processo eletrônico e o raio-que-o-parta, eu era a pessoa mais feliz do mundo e não via a hora disso começar a funcionar e não precisar ficar tirando minha bunda gorda da cadeira pra ir ao Fórum. Tinha certeza que tudo ia ser mais rápido, lindo, cheiroso e ficava ainda mais empolgada por saber que precisaria cada vez menos me aventurar naquelas escadarias cheia de gente-que-pode-mais-que-o-outro!

Eis que ano passado, assim como mágica, “the dream came true” e implantaram a po*%# do processo eletrônico aqui nesse interior-de-meu-deus. Sério: eu nuca fui tão triste em toda a minha existência jurídica.

unnamed

A morosidade nunca foi tão morosa, minha paciência nunca esteve tanto no limite. Cada peticionamento é uma aventura. Já criei vários mantras pra ver se o bagulho funciona. Rezo todos os dias para que o site do Tribunal funcione adequadamente e sim, sinto muita falta dos serventuários do Fórum! No fundo, no fundo mesmo acho que eu até gostava de ir lá. Acho não: tenho certeza.

Aquela tela maravilhosa de operação realizada com sucesso tem o mesmo efeito que um acordo trabalhista de uns R$30.000,00 no meu cérebro. Aposto que a serotonina produzida é a mesma.

Não é raro ouvir alguém gritando aqui pelo escritório amores desvairados por essa merda de processo eletrônico, ou então surrando o computador. A última aventura desta que vos fala foi um agravo de instrumento, sendo que o processo principal é físico e o agravo tem que ser eletrônico. É surpreendente a forma como complicam as coisas. E pra despachar com o juiz com essa porcaria? Aqui pelo menos cada um quer que faça de um jeito. E assim vamos pirando.

Mas então depois de duas semanas desaparecida, eu venho aqui lhes dizer que sumi sim, em partes por conta do maldito processo eletrônico, de outro lado porque o escritório está um caos, e por fim porque estou sem tempo nem para estudar, além do que eu sempre disse que a vida de concurseiro é um tédio.

E exatamente por conta da última afirmativa, conto este episódio... pra não deixar vocês mais uma semana sem mim (porque tenho certeza que estavam morrendo de saudades de mim. Rá).

That’s all for today, folks!

AssinaturaVeronica

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism