JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

3 de jun de 2014

NÃO VAI TER COPA – MP INTERDITA 6 ESTÁDIOS DA COPA E PROÍBE JOGOS DA COPA DO MUNDO

O MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROTOCOLIZA AÇÃO CIVIL PÚBLICA PARA APURAÇÃO DE FRAUDES NAS OBRAS REALIZADAS PARA A COPA DO MUNDO DA FIFA.

São Paulo, 03 de junho de 2014.

O Ministério Público Federal protocolizou na tarde desta segunda-feira, 02 de junho de 2014, uma ação civil pública com pedido liminar, n. 15254447-0001/337, visando à interdição das obras concluídas e paralisação das obras ainda inacabadas financiadas pelo Poder Público para a realização da Copa do Mundo Fifa no Brasil.
Segundo o Procurador Federal Rodrigo do Prado Carnelutti a decisão tem por base os vários relatórios apresentados pelo Tribunal de Contas da União em que despontam o desvio das verbas públicas por políticos e empreiteiras para a realização das obras, o estouro nos orçamentos apresentados e a falta de prestação de contas pela Administração Pública das verbas aplicadas.

Segundo informações, ocorreram diversas reuniões em boates cariocas, regadas a uísques que custam quase 3 mil reais a garrafa e na companhia de diversas prostitutas para que as licitações fossem direcionadas. Já foi constatado que alguns “mimos” foram oferecidos por donos de construtoras a diversos deputados, para que estes definissem quais seriam as construtoras responsáveis pela construção dos estádios da copa, dentre eles, Jeremias Absalão (PT/MS), Salustiano Pinto (PSDB/AC) e Célio Silva (DEM/CE). Apurações preliminares apontam que cada deputado recebeu de presente um veículo Hyundai Veloster e viagens de 20 dias com direito a 5 acompanhantes  para Dubai.

sem copa

Carnelutti argumenta que uma auditoria realizada pelo Tribunal de Contas do Município de São Paulo, divulgada ontem pelo Jornal Estadão, revela um desvio de pelo menos R$ 98 milhões na construção da Arena Corinthians. “Estão faltando escolas, hospitais e segurança pública para a população. Enquanto o Estado patrocina um evento privado há pessoas morrendo sem saneamento básico. O Ministério Público não pode se manter inerte diante dessa situação”, diz o Procurador.

Em contato com a assessoria de imprensa do Supremo Tribunal Federal nenhum Ministro quis se manifestar e, segundo o assessor, o pedido liminar deve ser analisado ainda nesta terça-feira.

Nenhum membro da FIFA se pronunciou oficialmente sobre o assunto, mas dirigentes viajaram às pressas para a Londres, para analisarem a possibilidade de realização do evento na Inglaterra. O que se comenta nos bastidores é que existe um forte descontentamento com os organizadores da COPA e apesar de um eventual prejuízo com a mudança repentina, esta possibilidade existe.

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism