JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

15 de ago de 2014

DIÁRIO DE UM (in)DOCENTE – PROIBIR PIADA EM SALA DE AULA É MANCADA!

Fala ai Rapaziada... Tudo tranquilo?

Hoje eu venho com um pouco de sinceridade exalando, não farei o link da minha última coluna, pois aconteceu uma coisa que me chamou muita atenção.

Eu estava lendo o jornal domingo de manhã (sim, sou desses que lê jornal de domingo tomando café) e li uma matéria que me surpreendeu... Dizia no artigo que as brincadeiras dos professores estavam com os dias contados, pois muitos alunos estavam se sentindo ofendidos com a brincadeira...

Pessoal, na boa, vocês passam no mínimo seis ou oito horas enfurnados em um escritório que na maioria das vezes tem seus cubículos onde colocam as mesas em 1 ou 2 metros quadrados... Engole uma comida com sabor industrial, reclama do chefe ao colega do almoço, volta, termina a rotina e ai você vai estudar... O trouxa (como eu) tem que se matar para:

1) Manter-te acordado(a)

2) Fazer você entender (temos pelo menos quatro formas de explicar cada assunto)

3) Fazer você se sentir confiante e acreditar em seu próprio potencial

4) Sair da sala satisfeito(a), pois alunos(as) insatisfeitos(as) tiram cargo de professor

5) Fazer você ler a matéria e não o Whats

E meu, na boa... uma aluna gritou com um professor e fez um protesto ficando de sutiã no corredor, no intervalo por brincadeiras do tipo: “Mulher é como filme, só se revela no escuro”.

Gente... É BRINCADEIRA!!!! É PIADA!!! É UM MOMENTO NECESSÁRIO PARA VOCÊ SE DISTRAIR.

clip_image002

Na minha época podíamos aceitar PIADAS com mulheres, homens, gays, negros, portugueses, japoneses, loiras, gordos, carecas, etc, pois a aula ficava mais leve.

Imagina uma aula sobre Controle de Constitucionalidade sem nenhuma piada, ou uma aula sobre preliminares de mérito sem brincar com as palavras ou ainda fator gerador do tributo, endosso, EIRELI, meu... imaginem essas aulas com do início ao fim sem piadas.

Meus caros deixem o mau humor para descontar com o chefe, ou as aulas sérias naquele curso para Juiz, ou para MBA, Mestrado... Sei lá... Agora, cursinho preparatório, NÃO ROLA!

Na sequencia do jornal, li uma matéria em que um grupo de feministas era contra a lei do vagão rosa (vagão de trem exclusivo para mulheres para mitigar abusos), sob a alegação de que haveria segregação!!! Pô, super coerente, enquanto o Estado não consegue coibir essas ações não podemos tentar proteger nossas esposas, mães e filhas? ¬¬

Ai eu pensei, e repasso a pergunta, pois não consegui chegar a uma conclusão: Isso é um sintoma do mundo pós-moderno onde todos se acotovelam por “likes” e 15 minutos de fama ou o mundo transformou as pessoas em depressões ambulantes que não conseguem sacar uma brincadeira de um insulto?

renatão

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism