JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

22 de ago de 2014

DIÁRIO DE UM POSTULANTE – COMO NÃO PASSAR NA PROVA DA OAB

Não é nada sobre deixar pra lá e que seja feita à vontade de Deus.

Na verdade é sobre achar que está no caminho certo, quando na verdade está mais perto da sua própria ruína.

Sim, irmãos e irmãos e eu cheguei bem perto disso.

Logo que passei na 1ª fase, fiz minha inscrição no cursinho e em razão de um problema no meu login, perdi três dias de aula, ou seja, fiquei com aulas pendentes no meio de uma semana cheia de compromissos.

Minha rotina mudou completamente e o tempo virou meu pior inimigo, ou melhor, a falta dele.

Precisei conciliar as aulas do cursinho com minha agenda atual (escritório o dia todo e faculdade à noite).

Calma, não estou me sentindo uma injustiçada, mimimi vida sofrida. Sei que essa é a realidade da maioria e por isso sei que muito de vocês estão vivendo algo semelhante.

Nos primeiros dias parecia que tinha um Dementador do meu lado, sugando TODA a minha energia e qualquer resquício de alegria, pra que não curte Harry Potter, parecia que tinha uma alma penada sugando meus fluídos energéticos.

Então decidi mudar e foi ai que errei.

Passei no supermercado, comprei um fardo de energético e um pacote de café. A atendente olhava pras minhas coisas, olhava pra mim, até que não se aguentou e disse: Moça, você vai morrer desse jeito (ela falou quase gritando).

Pude ver sua preocupação estampada no rosto.

Assenti com a cabeça e disse: OAB.

Decidi que somado aos energéticos, estudaria de madrugada e procurei no Google todo o tipo de coisa que me faria ficar acordada.

Segui nessa loucura por alguns dias e eu quase surtei. Tinha vontade de chorar de tão esgotada.

unnamed

Até que resolvi seguir os conselhos do meu professor, que não bem com essas palavras me disse: Ana diminua o ritmo ou você terá um surto psicótico. Você vai fritar seu cérebro. Relaxe.

Relaxar...

Eis o verbo da vez.

Relaxei, confesso que carrego um pouco de culpa por isso, mas sei que é o melhor a fazer.

Estudar sim, mas do jeito certo, respeitando meus limites.

Pensando nisso, decidi dividir com vocês algumas dicas de como estudar sem correr o risco de tacar o Vade Mecum na cabeça de terceiros.

DICAS:

- Estudos científicos mostram que a memória só é capaz de reter o estudo, se passar por um processo de descanso. Por isso, a cada 50 minutos de estudo, descanse 10 minutos (aproveite para se espreguiçar, alongar, tirar uma selfie, mandar um beijo pro seu vizinho tarado que não para de olhar pra sua janela).

- Durma no mínimo 8 horas por dia, sei que a vontade é poder dormir 10 horas e que na maioria das vezes dormimos bem menos que 6 horas, mas acredite, 8 horas é o ideal. Este é o tempo que um jovem que esteja estudando para a OAB precisa para se recompor. Se isto não for possível, ao menos 6 horas para o corpo estar com a carga mínima indispensável para o dia seguinte.

- Dê espaço (não muito) ao ócio, ou seja, aquele tempo consigo mesmo em que você está flanando os pensamentos. O ócio é necessário, pois alimenta a criatividade.

- Passar na OAB não é questão de inteligência. É foco, método e disciplina. Como método, sugiro o seguinte: divida o conteúdo por lições em sequência.

Ex: Estude a lição 1 de Direito Civil/Penal/Trabalho/o que você preferir. No dia seguinte, não comece direto na lição 2. Gaste 10 minutos revisando a lição 1 e só depois disso, passe para a o dia. Na lição 3, gaste 10 minutos revisando a 1 e 2. Só depois disso, passe para a lição nova. Repita a operação com todas as lições.

Ao final delas, você terá revisado todo o conteúdo sem grande esforço! Como disciplina, sugiro a adoção de um “quadro semanal de horários e estudos”, abrangendo todas as disciplinas do exame, focando maior tempo nas disciplinas que se tem dificuldade, e menor tempo naquelas que se domina, lembrando-se de reservar tempo para a revisão das lições.

- Estabeleça mini-metas diárias. Ex: estudar direito penal por 2 horas. Tenha consciência de uma coisa: não adianta querer abraçar o mundo de uma só vez. Parte a parte, lição por lição, o conteúdo do exame vai sendo vencido.

- Planeje o estudo: passar na OAB demanda tempo e paciência. Planeje-se com antecedência. Não é estudando no cursinho por apenas um mês que você vai aumentar suas chances de êxito.

- A hora do estudo é sagrada. Não se distraia com nada. Se for o caso, saia de casa e estude em bibliotecas das faculdades, para evitar distrações como TV, filhos, telefone, Tinder, Whatsapp, facebook, Orange is the new Black, etc.

E lembre-se como diziam nossas mães: “marmelada na hora da morte mata”. Logo, nada de querer tirar o atraso de um ano inteiro na véspera da prova. Relaxe, saia com os amigos, namore, grave uma música, dance, passeie e aproveite a véspera. No dia da prova, uma lidinha no resumo é válida e pode fazer a diferença naquela questão mais complexa.

Confesso que ainda não criei coragem pra sair de casa (por pura culpa) e o lance de namorar é complicado, forças estranhas conspiram contra mim nesse sentido. Bom, mas aos poucos estou relaxando.

Pessoal, OAB é importante? Sim, muito!

Mas não se esqueçam: sua sanidade é ainda mais.

Força na peruca.

Por hoje é só. Sexta tem mais! ;)

Assinatura Ana Paula

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism