JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

26 de ago de 2014

PRA QUÊ JUÍZES SE NÓS TEMOS A CRISTINA ROCHA?

Olá pessoas garbosas, lindas e de notável saber jurídico, e olá companheiros de senzala! Quando a gente pensa que nada mais vai nos surpreender nesses fóruns da vida, eis que aparece gente que acha que a vida real é tudo igualzinho as novelas mexicanas. Onde é tudo belo e perfeito, cheirinho de mon bijou, a mocinha engravida e esconde a barriga para que o noivo rico (que não é o pai) não descubra, e acredite que o bebê nasceu prematuro, ou diz que deixaram o bebê na porta da sua casa, que foi o Divino Espírito Santo e coisas do gênero...Enfim é coisa para a Christina Rocha resolver.

Sempre fui muito emotiva, às vezes o cidadão chegava para pedir alguma informação, e ia contando sua história sofrida, já derramava suas lágrimas em cima dos processos, pedia conselho e tudo mais. Eu já tinha vontade de abraçar e resolver todos os seus problemas (os meus eu nunca consigo resolver). Até hoje tenho muita pena quando chega alguém querendo uma informaçãozinha sobre o andamento do processo que sempre está na mesa do juiz para poder deitar a cabeça no travesseiro e dormir tranquilamente. É gratificante poder ajudar essas pessoas, não há dinheiro que pague (mentira). Mas cá entre nós, tem muita gente abusada e sem “desconfiômetro” .

Uma vez eu discuti com uma senhora que falou que o resultado do exame de DNA dela estava errado, eu explicando que era 99,999999% e tudo mais, e ela dizia que era falsificado, que isso não ia ficar daquele jeito, ia ir era no Ratinho, que lá sim é de verdade e ela ia me provar. Desejei boa sorte e fui obrigada a rir, pois o que dizer não é? Perdi as contas de quantas vezes eu ouvi desaforos de partes insatisfeitas com o resultado de uma sentença e principalmente pela demora do andamento do processo. Esses dias eu quase apanhei de um senhor que se parecia com o Maguila, o lutador sabem? Genteee, eu sempre soube lidar com essas situações, mas dessa vez eu fiquei com medo.

unnamed (1)

Estava eu, como sempre trabalhando feito mula, quando chega esse senhor querendo “CONVERSAR COM O JUIZ”. Perguntei se ele tinha advogado, um processo, e perguntei o motivo dele querer “conversar”. Expliquei que eu mesma poderia resolver, que o magistrado não estava e todas aquelas desculpas que a gente dá. Ficou mais louco que o Robocop na chuva! Disse que só queria conversar com o juiz, contar a história e tirar uma duvida. Sugeri que ele procurasse um advogado. Aí ele ficou nervoso! Me contou que foi procurar um advogado e achou um absurdo ter que pagar ao advogado pra ir fazer uma perguntinha, onde é que já se viu uma coisa dessas e bla bla bla. Fui inventar de dizer que ninguém trabalha de graça e que se ele paga uma consulta a um médico quando está doente, o advogado também precisa ser pago para resolver o seu problema. Pra que eu fui dizer isso, pra que? Ele já estava falando alto comigo, depois disso, ele começou a gritar, erguia os braços, me apontava como se eu tivesse culpa de algo. Ele estava com uma erva mate em uma sacolinha de mercado, quase arrebentando, eu só estava esperando a erva mate voar na minha cabeça a qualquer momento. Só fui chegando para trás, levantei da minha cadeira, aumentei o tom de voz, e encarnei a Christina Rocha, coloquei ordem naquela balbúrdia, não sei até hoje como, mas consegui convence-lo a ir embora, que sufoco!!

Minha colega de estágio, coitada, na mesa ao lado, calada, só arregalava o olho e ficava meio que se escondendo. Depois ela me contou que havia tido um pequeno probleminha com aquele senhor no antigo trabalho dela, quando foi “perfurada” a foto da identidade dele, e ele alegou que ela havia ESTRAGADO a foto 3X4. Ela ficou com medo de ser reconhecida por ele. Já pensou o “Maguila” reconhecendo a moça que estragou a foto dele da identidade? Ao menos ia esquecer de mim, que mandei ele pagar um advogado! Antes ela do que eu né?

Às vezes acho que não deveria ser o juiz quem deveria resolver certos casos, deveríamos despachar dando vistas ao Casos de Família, que a Christina Rocha resolve. Ela parece ser tão compreensiva né gente!!

Belíssimos, que vocês tenham uma semana iluminada! Beijos de pão de queijo e até semana que vem!

Tais

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism