JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

19 de set de 2014

DIÁRIO DE UM CONCURSEIRO - REPROVEI DE NOVO. MEUS PROFESSORES TAMBÉM.

Rá! Hoje eu trago boas más notícias. A primeira boa má noticia é que eu reprovei (sim, de novo) em mais um concurso. A segunda, é que os meus professores também! Mas pera. Não me interprete mal. Eu não estou feliz com a desgraça alheia, é só que agora eu tenho uma desculpa para o meu fracasso (pelo menos para esse). E a justificativa é basicamente uma das duas: ou os caras estavam me ensinando tudo errado e por isso não passamos ambos os 3, ou demos o azar de pegar uma banca filha da puta problemática que não estava muito afim de passar ninguém. Escolha a que mais lhe agrada.

Mas supondo que você seja um espírito de porco e ache que eu só estou descendo o cacete falando mal da prova porque eu reprovei e de lambuja ainda acha que meus professores são tapados como eu, vou te dar uma dica e dizer que os caras dão aula no maior e melhor (segundo eu) cursinho do Brasil. Não vou falar o nome porque COM CERTEZA ABSOLUTA você conhece, e eu não vou fazer propaganda gratuita, já que eles não quiseram me dar desconto na mensalidade.

Recebi o resultado hoje. Você sabe que ninguém fica feliz com um resultado negativo, a menos que se trate de um exame de aids. Mas mesmo assim, não vou dizer que fiquei triste. Não é novidade pra ninguém que eu já reprovei até no teste de baliza (e continuo reprovando até hoje). Mas eu nunca tinha reprovado em segunda fase (me ferrava já na primeira mesmo), essa foi a primeira segunda que reprovei, e pode ficar despreocupado que muitas outras virão espero que seja a última.

unnamed

Depois do resultado dessa segunda fase, acho que já tem uns 30% das vagas oferecidas sobrando (e ainda tem mais provas pela frente). Mas eu tô P da vida porque eu queria muito passar nesse concurso (eu sempre quero) e agora meus sonhos da abertura do edital pra cá de uma vida foram pelo ralo. Ou não. E graças a Deus que eu não passei! Sabe por quê ? Ah, é uma longa história, mas eu vou resumir em uma frase (no próximo parágrafo, pra dar mais emoção):

Acho que a prova vai ser anulada. É sério. Não vou listar os motivos aqui e dizer se tem sentido ou não porque isso aqui é uma coluna, e não uma sentença. E sabe por que que achei o máximo não ter passado? Porque, meu amigo, se eu desse sorte (ou azar) de passar nessa prova e lá na frente viesse um espertinho e comece a cereja do meu bolo (que eu guardei com fome) e anulasse o concurso, ahhh, o negócio não iria prestar. Eu iria processar a Banca, o Tribunal, a OAB, o Ministério Público, a Presidente, o Ministro das Relações Internacionais e até o Pequeno Príncipe! Seria uma sacanagem sem tamanho (se eu tivesse passado)...

Agora vamos pular pra parte em que eu dou a minha opinião completamente isenta e livre de interesses pessoais: TOMARA QUE ANULEM! Mas enquanto não anulam, continuo estudando no feriado (é feriado em Alagoas hoje) na esperança de que o Supremo Tribunal das Américas anule a prova e eu possa fazer outra, afinal, sou brasileira e não desisto nunca (mesmo quando deveria...). Um xêro!

assinaturajuliete

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism