JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

23 de out de 2014

DIÁRIO DE UM CONCURSEIRO – ESTUDO PELA METADE

Caros amigos de jornada, é com grande pesar que venho por meio desta coluna lhes informar que eu descobri que não sou uma concurseira de verdade! E, como não gosto de fazer o serviço pela metade, vou compartilhar com vocês as consequências disso. A primeira delas é que essa coluna trata justamente da rotina de um concurseiro, então, se eu não sou concurseira, essa é a última vez que vocês vão ter que me engolir por aqui. Certo? NÃO. ERRADO.

Nem tudo são flores, meus caros! Na minha primeira coluna aqui (há menos de 2 meses, diga-se de passagem), eu disse que minha estadia era temporária. Só estou tampando o buraco da antiga colunista, então, assim que ela decidir voltar, ou o chefe achar outro colunista competente, eu serei mandada para a rua da amargura. Mas acontece que o buraco dela ainda está aberto, então eu tenho a missão de continuar tampando esse negócio (e bem). E, como eu já disse, não sou de deixar nada pela metade. Quer dizer, quase nada.

Falei que eu não sou concurseira, não foi? E digo isso justamente porque ando às voltas com meus estudos para concurso. Tenho outras prioridades na vida. E sabe por quê? Porque eu, definitivamente, não sou um exemplo a ser seguido. Deve ter, sei lá, uns 15 dias que não estudo. Mas não torça o nariz pra mim! Não seja leviano e pare de me julgar.

clip_image001O que eu mais quero na vida é ficar rica passar em um concurso. Qualquer um. Inicialmente, eu só queria concurso para Ministra do STF. Esperei 5 anos e nunca abriu. Decidi então que serviria Procuradoria da República ou Magistratura Federal. Mas eu percebi que precisava começar do começo, com algo mais fácil. Passei a me contentar com Procuradoria Federal ou Advocacia-Geral da União. Muitas Algumas reprovações depois, decidi diminuir readaptar meus objetivos. Nas atuais circunstâncias, eu só quero passar. Em qualquer um. Serve Fiscal de Rendas Municipal de Jardim de Piranhas-AL, Agente Sanitário de Pau Grande-RO, Técnico em Saúde Bucal de Pintópolis – MG, Agente de Endemias de Anta Gorda – RS, ou Merendeira.

Mas, no meu ritmo de estudos, vai ser difícil. Repito: a minha maior prioridade na vida é casar, ter dois filhos e um cachorro passar em um concurso, mas antes, tenho outras prioridades, como duas pós nas costas, escrever inutilidades em dois blogs e uma revista, emagrecer, trabalhar, e escrever DOIS livros (nenhum útil, a quem interessar possa). Depois, se der, volto a estudar. Já que eu não entro no serviço público por merecimento, espero que criem cotas destinando metade das vagas para ingresso por antiguidade...

assinaturajuliete

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism