JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

4 de nov de 2014

PRESIDENTE DO TJSP DIZ: JUÍZES PRECISAM GANHAR BEM, AFINAL ELES COMPRAM TERNOS EM MIAMI

Vovó já dizia que uma imagem vale mais que mil palavras, então vejam esta imagem… ou melhor, assistam esse vídeo. (prometo que é curtinho)

Pois bem, se você não sabe, este é o Desembargador José Roberto Nalini, ele é presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, e caso você não tenha entendido o que ele falou, vamos transcrever aqui a fala dele:

“Esse auxílio-moradia na verdade disfarça um aumento do subsídio que está defasado há muito tempo. Hoje, aparentemente o juiz brasileiro ganha bem, mas ele tem 27% de desconto de Imposto de Renda, ele tem que pagar plano de saúde, ele tem que comprar terno, não dá para ir toda hora a Miami comprar terno, que cada dia da semana ele tem que usar um terno diferente, ele tem que usar uma camisa razoável, um sapato decente, ele tem que ter um carro.

Espera-se que a Justiça, que personifica uma expressão da soberania, tem que estar apresentável. E há muito tempo não há o reajuste do subsídio. Então o auxílio-moradia foi um disfarce para aumentar um pouquinho. E até para fazer com que o juiz fique um pouquinho mais animado, não tenha tanta depressão, tanta síndrome de pânico, tanto AVC etc

Então a população tem que entender isso. No momento que a população perceber o quanto o juiz trabalha, eles vão ver que não é a remuneração do juiz que vai fazer falta. Se a Justiça funcionar, vale a pena pagar bem o juiz.”

Aqui, longe de mim criticar um desembargador, mas ó Excelência, primeiro que se o nome é auxílio moradia, ele deveria servir pra pagar a… moradia.

Se fosse pra dar dinheiro pra juiz comprar terno, pagar plano de saúde, que desse uma coisinha chamada REAJUSTE SALARIAL!

Além disso, queria dizer que mesmo ganhando “pouco” algo em torno de 17 mil descontados os impostos (salário inicial) acho que não seria preciso de mais 4 mil dilmas por mês pra comprar terno, sapato, gravata e carro.

Porque né, não é vergonha nenhuma juiz andar de fiat uno, usar terno da colombo e ter plano de saúde da Unimed.

E ó, só pra constar: não é só juiz que paga imposto de renda, precisa comprar roupa, sapato e pagar plano de saúde tá… Bora estender esse auxílio pra todo mundo nessas condições?

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism