JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

16 de dez de 2014

EMPREGADA DOMÉSTICA PASSA NA OAB ANTES MESMO DE SE FORMAR EM DIREITO

Um exemplo de determinação e superação em São Mateus no norte do Estado está sendo protagonizado por uma empregada doméstica.

Rita de Cássia Pereira Costa de 31 anos passou na prova da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), antes mesmo de fazer a colação de grau do curso de Direito da Faculdade Vale do Cricaré (FVC) onde estudou.

A prova, que foi aplicada pela Fundação Getúlio Vargas em duas etapas, aconteceu em agosto e setembro desse ano. Segundo Rita, a formatura está marcada para o dia 19 de dezembro e até lá, ela já vem ganhando muitos mimos da faculdade.

Rita, que ainda trabalha como empregada doméstica, disse para a reportagem que tem o sonho de ser juíza e mesmo concluindo o curso não quer parar de estudar. “O que me levou a cursar direito foi o meu sonho de ser Juíza. No início não tinha condições e o sonho de fazer uma faculdade foi ficando encostado, mas nunca desisti de realiza-lo”, disse Rita afirmando que nunca trancou o curso.

A futura advogada não esconde o orgulho de ser doméstica e disse que ficou surpresa quando viu o resultado da prova da OAB.  “Quando vi que eu tinha passado dei um grito. Minha irmã pensou que eu estava passando mal”, disse.

Ela é filha de mãe trabalhadora do lar, perdeu o pai muito cedo e precisou morar com os avós na Bahia onde, com 10 anos de idade, precisou trabalhar para ajudar no sustento da família. Há 15 anos mudou-se para São Mateus e começou a trabalhar como doméstica na casa de uma família tradicional de São Mateus. Casou e tem uma filha de oito anos de idade.

Rita de Cassia concluiu o ensino médio aos 20 anos. Rita conseguiu fazer o curso de Direito através de uma bolsa de 50% do Prouni e financiou o restante pelo Fies. “Tive dificuldade, mas nunca fiquei em dívida com a Faculdade que me orientou em tudo para financiar e concluir o curso”, explica.

Prestes a se formar em Bacharel em Direito, Rita disse que vai lutar para dar estabilidade para ela e a família, uma vez que pretende prestar concurso para o Tribunal de Justiça do Estado. “Eu sei que ainda falta muito, mas já dei o primeiro passo da realização do meu sonho.

Tenho força de vontade suficiente para estudar mais, quero fazer uma pós-graduação em direito civil. Meu foco é ter estabilidade”, disse. Em nota a OAB informou que autoriza estudantes que estejam concluindo o curso de Direito façam a prova da Ordem. Mas, eles só podem obter a inscrição após diplomados.

RITA SERVE DE ORGULHO PARA FACULDADE

A futura advogada Rita de Cássia Pereira Costa é motivo de orgulho para a coordenação de curso, professores e até para a presidência da Faculdade Vale do Cricaré (FVC) onde cursou Direito. Um dos professores de Rita, Daniel Salume é professor de prática trabalhista previdenciária disse que ter a Rita no currículo é motivo de orgulho.

rita

“O sonho de qualquer professor é saber que seu aluno assimilou bem a matéria passada. No caso da Rita é a concretização disso. Uma aluna dedicada sempre presente, para o professor é ver que o trabalho foi aplicado de forca correta. A prova da Ordem está cada vez mais difícil com um numero de aprovação muito baixo, e mesmo assim ela fez a diferença”, disse Daniel.

Já o diretor presidente da instituição, Solimar Roberto Riva disse que a Rita é uma referencia para toda a sociedade. “Nós como instituição de ensino estamos cumprindo nossos objetivos. Ter alunos com a Rita é uma grande satisfação.

Serve para que as pessoas possam se colocar perante uma existência e se determinar a alcançar o crescimento moral e intelectual”, disse Solimar.

Para o coordenador do curso de Direito, Samuel Davi Garcia Mendonça, disse que ter uma aluna como a Rita, é uma inspiração e um exemplo de vida para todos. “Para mim é muito bom.

É inspirador para os professores e para todos que toma conhecimento da história. Já tivemos alguns exemplos, mas o caso da Rita mereceu destaque pela dedicação e pela vontade de vencer que a Rita de Cássia demonstrou”, disse Samuel.

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism