JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

27 de fev de 2015

DIÁRIO DE UM CONCURSEIROS – E OS NAMORADINHOS?

Buongiorno, buonasera, buona notte!

É. Acho que esse foi o post que mais demorei pra escrever. O tema trata de relacionamentos amorosos, e quem me conhece... Bem, que me conhece sabe que eu não sou a pessoa mais certa pra dar conselhos amorosos. Se os amigos pedem minha opinião, ela é: beba que passa. Preciso assumir que, dou conta de fazer mil coisas ao mesmo tempo, mas quando a pergunta é: “e os namoradinhos?”... Ah colega, aí o bicho pega! Mas não posso reclamar da família me fazendo essa clássica pergunta, porque acho que eles já se acostumaram com a ideia de eu ter 70 anos e morar sozinha com 92 gatos. Desistiram... Preferem me atordoar com a outra clássica: “quando você se forma mesmo?” (é a quarta faculdade que eu começo, e juro, essa eu vou terminar!).

A questão é que nunca consegui conciliar. Não por falta de tentativa... Mas veja bem, não é qualquer um que tem a santa paciência de ser trocado pelo Vade Mecum. Acho que o que mais ouvi dos meus aspirantes a futuro pai dos meus 12 filhos é “você nunca tem tempo pra mim”, “vai estudar de novo?”, “não tem um tempinho pra mim?”, entre outras ladainhas que me entravam por um ouvido e saíam pelo outro. Ah, não tenho saco pra isso...

namoradinhos iimg

Se você quer passar em um concurso é imprescindível que a pessoa que está do seu lado respeite esse objetivo, ou que seja, no mínimo, compreensiva com o fato de que você vai precisar dedicar muitas horas às aulas, livros, doutrinas, exercícios, provas... E a meu ver, essa é a parte mais difícil. Por mais pisciana que eu seja, não me faz a cabeça ficar com uma pessoa dependente, carente, grudenta e melosa. Eu vejo esses casais se amando infinitamente e penso: Senhor, acho que nunca vou conseguir ficar com alguém pro resto da vida. Aí vem minha mãe e diz: é porque você nunca amou ninguém de verdade! Amei sim, amei muito... Teoria da Branca de Neve: porque amar um se posso amar sete? Brincadeira. Faço mais o tipo Cinderela... Saio diva, volto tropeçando nas escadas. Sozinha.

Brincadeiras à parte, ter uma pessoa do lado que te apoie e incentive faz uma diferença enorme na trajetória rumo à aprovação. E admiro as pessoas que se prestam a ser esse companheiro (a), porque como eu disse, não é pra qualquer um... Mas pra todo ônus, o bônus, certo? A aprovação vem, junto com a gratidão, o companheirismo, a união... Ah, o amor...

Mas assim, só pra constar: se você, como eu, estiver solteiro (a)... Perfeito! Eu não pretendo deixar minha carreira como prioridade, muito menos o meu amor. O que eu quero é um equilíbrio, uma conexão...

Então, foco nos estudos e foco no boy/ girl magia. Uma hora as energias se cruzam e é só correr pro abraço...

Um ótimo resto de semana... Com todo amor que houver nessa vida, e muito estudo!

Grazie e arrivederci!

Assinatura Maelem

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism