JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

20 de mar de 2015

ABANDONO DA CAUSA – EU TINHA ESQUECIDO A BARRA QUE É ESTUDAR E ESTAGIAR

Olá pessoal bonito que segue firme e forte me fazendo companhia, tudo bem com vocês?

Estou por aqui mais uma vez para contar sobre essa nova semana nesse ciclo maluco que escolhi entrar. E só digo uma coisa sobre esses últimos dias: pensa em uma pessoa cansada!

Eu tinha me esquecido como é cansativa a vida de estudante que faz estágio, e como que eu fazia para conciliar as obrigações do trabalho com as provas e os milhares de trabalhos da faculdade. Quem está por aí pensando que vai entrar na faculdade e ficará de boas só assistindo aula está muito enganado! Eu não queria ser a pessoa a te contar isso, mas lá vai: essa situação de correria e cansaço contínuo nunca termina, só se renova.

Lembro quando fui efetivada à advogada no escritório que trabalhava e achava que, com o fim das aulas, tudo ficaria mais tranquilo. Eu não sei vocês, mas lembro que parecia que a pilha de trabalho nunca chegava ao fim e isso me enlouquecia. O pior é que, quando sai do trabalho ano passado para a reta final de estudos e prestar o novo vestibular, não sabia o que fazer sem aquela sensação de que eu tinha milhares de prazos para cumprir e contratos para entregar aos clientes.

Yoda-Jedi-Council

Agora estou aqui: estagiando e estudando novamente, e tendo que fazer todos os malabarismos que todo mundo que está nessa situação também faz para conciliar tudo. E, aparentemente, os dias que temos um monte de coisa no trabalho, naqueles dias que precisamos ficar a mais para conseguir terminar tudo que nos foi passado, são os dias que os professores pedem para ler três textos, estregar dois trabalhos, um resumo e ainda tem prova da matéria inteira do semestre. A lei de Murphy às vezes é teimosa mesmo e custa a sair do nosso pé.

Mas a boa notícia é: a gente sobrevive. Eu passei por tudo isso, sobrevivi. Comecei a advogar e fiquei advogando pelo tempo que eu acreditei que fazia sentido na minha vida e sobrevivi. Agora eu escolhi voltar a estudar e arranjei um estágio (afinal de contas, dinheiro não está caindo do céu – e depois que a gente começa a ter o nosso próprio dinheiro, voltar a depender dos pais é algo realmente incômodo). Mas tenho certeza que no final da faculdade vou olhar para trás e olhar saudosa e feliz por ter conseguido sobreviver também. E assim como eu, todos vocês sobreviverão também, independente da faculdade que façam, se quiserem fazer outra faculdade também, uma pós ou só um curso livre. A gente consegue e estou aqui para segurar essa barra com vocês também.  :-)

A novidade da semana é que vou começar a participar de um programa na rádio da faculdade sobre cinema e séries (sim, quando a gente está com bastante coisa para fazer o que se deve fazer? Arranjar mais! hahaha). Se tudo der certo eu aviso vocês!

Então por hoje eu fico por aqui, lindezas! Bom fim de semana para vocês e até semana que vem!

Assinatura Carol

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism