JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

9 de mar de 2015

DIÁRIO DE UM ESTUDANTE - CURSAR DIREITO É COMO SALTAR DE PARAQUEDAS

Eu sempre quis saltar de paraquedas. Sei lá, curto uma adrenalina, mas de longe. É tipo como gostar de filme de terror, mas se esconder embaixo do cobertor quando ouve um barulho na cozinha, sacas?

Entrei no Direito em busca de adrenalina. Audiências, litígios, investigações policiais ou sei lá mais o quê dependendo da área em que eu decidisse trabalhar. Mas aí foi só chegarem as aulas de prática jurídica e eu já comecei a tremer na base. Como assim eu teria que assistir audiências reais? O mais próximo que cheguei de um Juiz foi na festinha de confraternização do Fórum, quando eu estagiava lá, isso há 3 anos atrás. Ter que começar a colocar na prática o que tenho visto em teoria nos últimos anos foi tipo de repente estar no avião, já equipada e com o paraquedas nas costas, pronta pra pular.

saida-aviao-salto-paraquedas

Não que seja algo de outro mundo, não, não. É muito mais fácil do que saltar de paraquedas. Mas começar a faculdade era como esse meu desejo de saltar, eu sabia que queria, sentia tesão adrenalina com isso, mas enquanto era teoria eu ainda me sentia segura e em terra firme. Então eu cheguei à metade do curso e agora que me dei conta de que a coisa é pra valer.

Mais um piscar de olhos e já começo meu projeto de TCC e preparação pra OAB. Pra onde foram os últimos anos que nem vi passar?

Me dei conta de que já estou equipada com o paraquedas nas costas, o avião já subiu e a porta já vai abrir. E já que cheguei até aqui, o jeito é pular.

Um beijo e um cheiro, e até semana que vem!Assinatura Aline

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism