JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

30 de mar de 2015

PRISIONEIRO FALSIFICA E-MAIL DE SOLTURA E É LIBERADO DA PRISÃO

Gerentes da prisão de Wandsworth, na Inglaterra, permitiram que o detento Neil Moore fosse solto da instituição com base nas instruções falsas de soltura estipuladas em um e-mail de remetente falso.

Segundo a “BBC”, o fraudador condenado usou um “engenhoso” golpe para escapar enganando os guardas prisionais a livrá-lo da prisão. Moore estava em prisão preventiva, quando usou um telefone celular ilegal para criar uma conta de e-mail falsa.

Ele se fez passar por um funcionário judicial sênior e enviou instruções de fiança para o pessoal da prisão, que o liberou em 10 de Março de 2014. Sua esperteza foi descoberta quando os advogados foram entrevistá-lo três dias depois, apenas para perceber que ele se tinha ido.

1

Moore, de 28 anos, natural de Ilford, ao leste de Londres, entregou-se três dias mais tarde.

ENGENHOSO E CRIATIVO

A corte de Southwark Crown levantou que ele tinha criado um domínio web falso que se assemelhava ao do site do tribunal. Moore então enviou por e-mail instruções para sua soltura imediata.

Moore já tinha usado quatro pseudônimos diferentes para cometer fraudes em valor total equivalente a US$ 2,7 milhões. Passando-se por funcionários do Barclays Bank, Lloyds Bank e Santander ele conseguiu convencer grandes organizações a dar-lhe grandes somas de dinheiro.

Às vezes, ele respondia chamadas telefônicas de vítimas usando a voz de um homem e, em seguida, fingia transferir a chamada para outra pessoa, retomando a conversa em uma voz de mulher, segundo o tribunal.

Moore, que se declarou culpado de oito acusações de fraude e uma acusação de fuga de custódia legal, será sentenciado em 20 de abril.

Fonte: O globo

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism