JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

13 de abr de 2015

RECLAMATÓRIO – PORN REVENGE COUNTRY

Já dizia a minha vó, quando a cabeça não tem juízo, o corpo paga. E não estou falando das meninas que mandam nudes nos whatsapp da vida, até mesmo por que eu tenho telhado de vidro, embora eu nunca tenha me dado a tais desfrutes, e sim da dupla sertaneja mal assessorada que lançou uma música fazendo claramente apologia à tão falada “Pornografia de Vingança”.

Assim como os pornôs caseiros, o clipe da dupla Max e Mariano (quem??), uma vez postado na internet, jamais se desaparecerá. A dupla decidiu tirar no ar o link oficial do clipe dizendo que tudo não passou de um mal entendido. (masoquê?)

A malfadada letra diz: “Eu vou jogar na internet / Nem que você me processe” e em outro trecho “Você mente que nem sente / Semana passada mesmo, a gente ficou… / Sem que você percebesse / Eu gravei de nós um vídeo de amor”, mas a dupla afirmou que a intenção era alerta e criticar esse tipo de comportamento.

MAX

Talvez seja burrice minha, ou excesso de esperteza deles, mas ó, uma música dizendo que fez e aconteceu, um clipe que mostra a cowgirl se ferrando, sendo apontada e reconhecida pelo vídeo e o cara pagando de fodão, ó tá parecendo crítica não, gente.

Claro que, advogado vive de treta, isso é de conhecimento público e notório. Mas treta só é boa quando envolve dinheiro, minha gente. Treta por si só não pagam minhas viagens pra Miami pra comprar tailleur minhas contas. Ou a menina exposta vai precisar ter dinheiro pra infernizar o cara, ou o cara vai precisar ter grana pra indenizar a menina.

Treta vai, treta vem, e acabou que o tal vídeo clipe serviu pra enfim conhecêssemos a tal dupla sertaneja da qual, neste momento, já esqueci o nome. Se foi jogada de marketing (provavelmente), foi um belo tiro no pé. Até por que a música é bem chatinha, monótona e nada chiclete, portanto, dificilmente renderá alguma coisa.

O Senador Romário e o exército das feminazzi tentaram se auto-promover o linchamento virtual dos rapazes, mas eles mesmos se adiantaram e tiraram o time de campo, antes que o estrago fosse maior.

Pouca gente sabe, mas a mera pornografia de vingança no máximo se enquadra em injúria e difamação, coisa que não deixa ninguém preso. Existe até um Projeto de Lei do ex-jogador de futebol que tinha preguiça de treinar Senador Romário que prevê a criminalização da conduta, mas só vai entrar na pauta depois que a Carolina Dieckman terminar o relacionamento quando o Dudu Cunha quiser.

Enfim, na velocidade da luz internet, já tem treta musical nova rolando, e eu não ganhei nada com isso, mas se a dupla quiser assessoria jurídica antes de lançar um novo hit polêmico, estamos à disposição.

Reclamatório

Lidiane Monforte é advogada no Rio de Janeiro e faz parte da equipe de criação do NED.

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism