JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

28 de abr de 2015

RECLAMATÓRIO–O BRASILEIRO QUE DESISTIU DA CIDADE DE DEUS E FOI TRAFICAR NA INDONÉSIA

Sabe aquela história de “se estivesse na igreja isso não teria acontecido”? Pois bem, meus amigos (ou não), foi o triste fim do policarpo quaresma do brasileiro, vendedor de dorgas, lá (ênfase no lá) na Indonésia.Tantos lugares para o cara fazer o seu “córre”, como dizem aí na bocada e ele vai logo para Indonésia.

O moço boa-praça chamava-se Rodrigo Gulart e foi condenado à pena de morte por traficar drogas no país. Em 2004 o brasileiro foi visto transportando 6 kg de cocaína. Ele usou oito pranchas de surfe para esconder 12 pacotes da droga e deu no que deu, né minha gente? O fuzilamento deste e de mais sete Zé Pequeno’s condenados aconteceu no dia 28 de abril.

Acontece que, na Indonésia não tem moleza igual aqui não, lá o bicho pega! O presidente não pensou duas vezes e resolveu “meter tiro” naqueles que achavam que seu país era uma mercancia de ilícitos.

Houve uma verdadeira comoção para impedir a morte de Rodrigo ou ao menos adiar a execução, até mesmo advogados de ONG’s abraçaram a causa e claro, a mídia esteve o tempo todo em cima. Mas, a população indonésia não abaixou a guarda e manteve a decisão do fuzilamento.

(Quero abrir parênteses nessa história! Atualmente não tenho tempo nem para fazer minhas necessidades lendo jornal, imagina fazer parte de uma ONG. Me julguem! Eu tenho meu lado humano, mas haja tempo para vestir a camisa de uma causa dessa).

Aí eu me pergunto, por que tanto mimimi em cima disso? É uma vida? Sim, é uma vida. Mas ele sabia das consequências de seus atos e qualquer pessoaque assista séries, filmes ou documentários sabe que as leis dos outros países não são brandas como desse Brasilzão véio sem porteira.

Na verdade minha gente, é que o brasileiro realmente dá um jeitin para tudo e dessa vez não deu! A nossa presidenta se diz indignada pela execução de brasileiros. Péééééra lá‼! O rapaz sai do seu país, faz tráfico internacional em um país com leis e costumes severos e tem gente ainda indignada? Meu bem, pensasse antes! Vamos respeitar os países amiguinhos.

1429908552689

Como todo advogado maroto toda história polêmica, eis que surgem dois laudos médicos (marotíssimo esse advogado) que constatam que o brasileiro é esquizofrênico. (Esquizofrênia ou amante de aventuras de muitas emoções, porque né?).

Esquizofrênico ou não, móóórreu! Uma pena que brasileiros se deem ao trabalho de deixar nosso país para cometer crimes em outro. Que a vida aqui não está fácil todo mundo sabe, mas o fim desse homem poderia ter sido diferente (se ele quisesse).

Ademais, seria cômico se não fosse trágico: apareceu uma prima de Rafael implorando, chorando, soltando ranho, aclamando pela liberdade do réu. Cara, que prima é essa? Se eu cair e ralar o joelho minha prima cai na risada, imagina ir à !@#$%&* acompanhar meu fuzilamento? Prima maneira, prima legal!

Quero salientar ainda que, sou ABSOLUTAMENTE contra a pena de morte e deixo a dica: se for traficar, não trafique na Indonésia. 

Reclamatório

Arii Nunes é estudante de Direito em Cassilândia –MS, e criadora de conteúdo no NED.

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism