JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

12 de mai de 2015

DIÁRIO DE UM POSTULANTE – TENSÃO PRÉ OAB

Tem gente que tem inferno astral eu tenho turbulência pré-oab.

Dia 17 é a tão esperada e temida prova.

Isso me faz lembrar do dia que precisei tomar vacina.

Estava numa longa fila cheia de criancinhas. Uma a uma foi entrando na sala da tortura. As risadas dadas no corredor davam passagem para os berreiros.

E eu ali com os olhos marejados, tremelicando de dó e de medo.

Na minha frente tinha um garotinho de uns quatro anos que ao perceber que sua vez estava chegando se escondeu atrás das pernas do pai. Ficou ali, grudadinho. O pai, percebendo seu desespero disse: Calma filho, lá dentro tem um cachorrinho. Essas crianças que estão chorando têm medo de cachorro, por isso estão com medo. Você gosta de cachorrinhos. Não precisa ter medo.

E ele disse: Aiiii, papaaai. Acho que agora eu tenho. – E agarrou ainda mais forte a perna de seu pai.

Sim, pecadinho.

Com a OAB me sinto assim. As pessoas falam para ficar tranquila, que estou estudando, etc.

amedo

Mas na atual conjectura eu só digo: aiiii, papai. Acho que agora eu tenho medo de cachorrinho.

Sim, estou na fila da vacina e minha vez está chegando.

Para controlar minha ansiedade decidi organizar minha semana e havia feito uma lista de coisas que precisava fazer e não fazer:

- Revisar as peças.

-Não me estressar.

-Não ficar doente.

-Me alimentar bem.

-Não pensar em problema.

-Sobreviver.

Mas a vida, meus amigos... a vida não é uma lista. Ela é marota, ela é sapeca.

Comecei a semana queimando o dedão da mão direita (sou destra), agora ela ostenta uma bolha gigante. Estou na torcida para ela melhorar até domingo. Como é que vou escrever desse jeito????

Nunca fico gripada. Advinha? Estou MEGA gripada. Dor no corpo todo e com um chafariz no nariz.

Para fechar o pacote, saí mais cedo do trabalho porque estava ruinzinha, fui tomar banho e nada do chuveiro funcionar. Ok. Como sou uma pessoa positiva, busquei uma solução. Fui toda serelepe na cozinha e esquentei um canecão de água quente. No meio do banho a energia caiu. Escuridão total (tenho medo do escuro). Estava toda molhada e sem enxergar nada. Saí correndo pelada procurando a vela e a toalha (medo da Samara aparecer), escorreguei. Não seria tão trágico se eu não morasse em Curitiba e não estivesse fazendo 10ºC. Isso aqui é Nárnia minha gente. Quase congelei. A gripe? Terminou de foder comigo.

Eu só queria uma sopa quentinha e o gabarito do Exame.

É querer muito?

Valeu Vida! Valeu!

Assinatura Ana Paula

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism