JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

6 de mai de 2015

POEMA DO ESTUDANTE DE DIREITO

Olá companheiros!

Já que temos visto por aqui petições e até despacho em forma de poema, decidi entrar na modinha e descrever a rotina do estudante de Direito de forma poética também. Qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência (ou não!).

melchor_rodriguez_recita_poema_bandera_republicana_1938

Começou uma semana

Das férias bateu saudade

Matéria nova e ainda não sei

O tal controle de constitucionalidade.

Começa Ambiental

É PNMA e IBAMA

Mas o que eu queria mesmo

Era estar na minha cama.

Lá vem Direito do Trabalho

Todo mundo acha legal

Quer ter base e fundamento

Pra “metê a empresa no pau”.

Depois vem Processo Civil

O novo Código é apresentado

Só o que me faz feliz

É como o prazo vai ser contado.

De Penal todos gostam

E disso eu sou a favor

Só não sei se aprendo a matéria

Ou admiro o professor.

Civil é essencial

Rege a vida até morrer

Todos querem pra trabalhar

Mas ninguém quer pra OAB.

Mas não basta a teoria

Tem também que praticar

É peça, é audiência,

Nem sei por onde começar.

Essa vida de estudante

É difícil, é correria

Ainda tenho que ouvir a avó

Dizendo que eu faço “adevocacia”.

Mas não posso reclamar,

Pois foi isso que escolhi

Se não fosse o Direito, eu não estaria aqui

Dividindo alegrias, minha rotina e labuta

Com os leitores tão amados

Desse blog tão batuta!

E aí, se identificou? hehe

Aquele beijo, e até! ;)

Assinatura Aline

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism