JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

29 de jul de 2015

ADVOGADO DO CASO LAVA JATO ABANDONOU A CAUSA E O JUIZ ORDENOU A SUA PRISÃO

Polícia Militar foi acionada para comparecer ao Fórum Melo Viana na madrugada de ontem, após audiência de instrução e julgamento do processo sobre a morte de Tiago Augusto Borges, executado em um lava-jato no bairro Jardim Induberaba, no dia 18 de junho de 2010.

Solicitação partiu do juiz Daniel Cesar Botto Collaço, da 3ª Vara Criminal, considerando que o advogado Rodrigo Daniel Resende, 35 anos, o teria desacatado ao insinuar que o juiz teria usado de abuso de autoridade durante o julgamento. Após abandono da causa pelo advogado, o juiz teria dito que ele deveria continuar no caso durante dez dias.

lavajato

O advogado solicitou que a informação constasse em ata, momento em que o juiz, segundo a PM, o chamou de “engraçadinho”. Ao pedir que o insulto também fosse constado em ata, o advogado recebeu voz de prisão por parte do juiz, por desacato.

O vice-presidente da OAB, Leuces Teixeira, afirmou que providências em relação ao caso serão tomadas. “Vamos ao Conselho Nacional de Justiça, à Corregedoria, agindo na estrita legalidade e com o maior respeito ao Poder Judiciário. Confiamos e acreditamos na Justiça”, confirmou Leuces.

Todos os envolvidos foram encaminhados à Delegacia de Plantão, onde prestaram depoimento. Foi assinado um Termo Circunstanciado de Ocorrência e o advogado liberado.

Fonte: JM Online

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism