JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

1 de jul de 2015

IDOSA DE 98 ANOS ESTREIA COMO “ADVOGADA” EM JURI DE HOMICÍDIO

Aos 98 anos, Chames Salles Rolim pode dizer que tem experiência de sobra. Mas a vida sempre é capaz de reservar novidades: nesta semana, ela teve a sensação de trabalhar pela primeira vez em um Tribunal do Júri. Formada em Direito há apenas oito meses, dona Chames ajudou a absolver um homem acusado injustamente de matar o pai em Ipatinga, no Vale do Aço

Como ainda não passou na prova da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), dona Chames não pode atuar sozinha. Ela auxiliou a banca do advogado Jayme Rezende, chegou a fazer a defesa do acusado por 15 minutos e ficou no Fórum até o fim da sessão, que durou nove horas.

Chames Rolim pode ser a bacharel mais velha a participar de uma sessão do Tribunal do Júri. Na saída, contou aos assessores do Ministério Público como se sentia:
— Que alegria eu experimentei na segunda-feira! Fiquei numa felicidade imensa em poder colocar meus conhecimentos em prática.

1

No processo, Douglas da Costa Soares era acusado de forjar um roubo para matar o próprio pai, Anedino da Costa, em 2010. Desde 2013 o acusado estava preso. Apontado como executor, Eduardo Augusto de Almeida já tinha sido condenado a 19 anos de prisão. Com a absolvição, Douglas Soares será colocado em liberdade.

Jayme Rezende, em entrevista ao jornal Diário do Aço, se disse impressionado com a força de dona Chames.
— Vemos gente de 20 anos dizendo que está cansada. Aí, olho para uma senhora de quase um século, firme depois de um trabalho desses, e fico emocionado. É um exemplo para nós.

Em 2014, recebeu a reportagem da Record em sua casa, em Ipatinga, e mostrou que a hidroginástica a ajuda a ter disposição. Dona Chames revelou um segredo: adora beber chá com uísque.

A vitalidade da idosa ganhou a admiração dos colegas de faculdade. Chames Rolim trabalhou durante 63 anos na farmácia do marido e não conseguiu estudar na juventude porque ele era ciumento. Quando ficou viúva, conseguiu finalmente realizar o sonho de entrar para a universidade.

Fonte: R7

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism