JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

9 de set de 2015

BACHAREL EM DIREITO COMETE O SUICÍDIO APÓS SER REPROVADA PELA 8° VEZ NO EXAME DA OAB

Amanda, que tinha apenas 26 anos, cometeu suicídio na semana passada. O que motivou a tomar essa atitude? O excesso de estudos e as constantes reprovações no Exame da Ordem dos Advogados do Brasil.

Amanda tinha 18 anos quando decidiu cursar direito na UFDE, devido a carga horária dos cursos, Amanda não conseguiu um estágio durante o período estudado. Com o sonho de virar Juíza, Amanda se formou em 2013 com 23 anos.

Dois anos depois, Amanda tentava pela oitava vez a aprovação no tão sonhado Exame da Ordem. Sem emprego e sustentada pelos pais, Dona Shirley que costurava roubas na cidade para pagar o curso preparatório e o Sr. Alceu, mecânico que sempre falava com orgulho de sua filha que estudava para virar “Doutora”, não aguentou mais uma reprovação, cometendo suicídio logo após conferir o gabarito preliminar.

Sua família muito abalada, se lamenta por não ter percebido o sofrimento da Bacharel e ter descoberto apenas depois de sua morte uma carta escrita por ela, se despedindo e pedindo perdão aos pais.

carta

Fonte: Embuste News

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism