JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

7 de out de 2015

BOLSONARO DIZ QUE POLÍCIA BRASILEIRA ESTÁ MATANDO POUCA GENTE

No dia em que pesquisa Datafolha apontou que 50% do Brasil concorda com a máxima de que “bandido bom é bandido morto”, o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) fez coro à pesquisa em vídeo bastante polêmico. As imagens foram postadas por seu filho, o também deputado Eduardo Bolsonaro (PSC-SP).

No vídeo em questão, Bolsonaro afirma que “violência se combate com violência”, corroborando sua opinião de que a polícia no Brasil “precisa matar mais”.

A resposta veio após questionamento relativo a pesquisa que mostra que a polícia brasileira é a que mais mata no mundo.

“Eu acho que essa Polícia Militar do Brasil tinha é que matar mais. Quase metade dessas mortes são em combate, em missão.

Então, a Anistia Internacional está na contramão do que realmente precisa a segurança pública do nosso país”, afirma Bolsonaro no vídeo.

A análise de Bolsonaro seguiu pela mesma linha ao falar da Anistia Internacional, que condenou os números apresentados no final de setembro. O deputado, inclusive, fez uma promessa relativa ao caso se for eleito presidente em 2018, quando deve concorrer ao Planalto.

87dabb30-813b-11e4-aa8d-6ff50e7a6b3c_BolsonaroBetoOliveiraAgCamara

“Esses canalhas tinham que ensinar na prática como o policial militar tem que agir. O policia vai ter que decidir entre reagir entre reagir e ir para a cadeia e não reagir e ir para o cemitério.

Esse pessoal da Anistia, se um dia eu tiver um mandato presidencial, vocês não vão mais interferir na nossa vida interna aqui no país. O marginal só respeita o que ele teme”, concluiu Bolsonaro.

Bem cotado nas últimas eleições, quando foi votado por mais de um milhão de pessoas para ser eleito deputado federal, Bolsonaro sonha com a presidência em 2018. Para isso, cogita deixar o PP e procurar outra legenda — o PSC, de Marco Feliciano, é o favorito até o momento.

Na descrição do vídeo, o filho de Bolsonaro escreve que "o trabalho mais fácil do mundo é criticar a polícia, o mais difícil é fazê-lo. Assista como se posiciona um político que tem lado, o lado da sociedade que sofre todos os dias nas mãos da bandidagem desenfreada. A Anistia Internacional sugere o fim da PM, parece que não estavam na Bahia ou Pernambuco quando houve uma greve da PM lá"

Fonte: Yahoo

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism