JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

24 de nov de 2015

CARTA DE DESPEDIDA DE UM ESTUDANTE DE DIREITO

A nossa relação começou há muito tempo, era uma paixão de adolescente e mesmo à distância, eu já te admirava, sempre ouvia falar de você, sempre tão altiva e imponente, e eu, tão tímido, tão retraído, não sei se pela minha pouca idade ou pelo meu excesso de timidez, mas faltava coragem para me aproximar.

Decidi enfrentar meus “medos”, mas antes de chegar mais perto,  fui investigar um pouco mais sobre você, comprei livros e revistas, passei a conhecer cada mínimo detalhe e quando estava mais seguro, decidi “investir”.

Parti pra cima, primeiro foi apenas um flerte, e talvez pela minha inexperiência, em minha primeira tentativa eu fui rejeitado, você não me quis, mas o meu amor por você era tão grande que eu insisti, decidi que te teria de qualquer maneira, e no ano seguinte...

Ah! No ano seguinte você estava lá, e eu sabia que você não ia fugir de mim novamente, pois desta vez eu estava seguro, eu havia me preparado.

E a recompensa pelos meus esforços chegou, e enfim te conquistei, você era minha, havia conseguido a minha vaga na faculdade de Direito.

No começo, nossa relação foi linda, tudo era novidade, eu só pensava em você, eu vivia para você, eram suspiros apaixonados e orgulhosos, afinal, eu estava cursando “Direito” e isso era tudo o que eu mais queria.

unemployed-sad-man-M-lift

Mas, nem tudo são flores na vida de um estudante de Direito e depois do primeiro ano, as coisas começaram a se complicar, você sugava todas as minhas energias, e eu tentava compensar o meu cansaço e o sono com café, muito café!

Comecei a cogitar um pedido de divórcio, mas pelo bem da nossa relação, achei melhor te dar uma segunda chance.

Porém, com o passar do tempo você começou a exigir mais e mais, eram as semanas de provas, os júris simulados, os trabalhos em grupo e as leituras diárias, quando vi, a minha única relação duradoura era com os livros e códigos.

Eu já não estava aguentando mais, não haviam sinais de que as coisas iam melhorar. Muito pelo contrário, pois quando eu mais precisava de um apoio, de uma ajuda, você surge com um tal de TCC e essa foi a gota d’agua, eu surtei, eu enlouqueci, e decidi que depois de 5 anos de algumas alegrias e muitas tristezas, chegou a hora de alçar voos mais altos.

Pra mim deu!

Quero que você entenda, não é você, sou eu, mas, minha querida e amada faculdade de Direito, chegou a hora da nossa separação, não é apenas um até breve, é um adeus, chegou a hora de assinar o nosso divórcio.

Seja feliz!

Assinado: Bacharel em Direito recém formado.

(texto escrito pelo criador do NED, Livan Pereira)

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism