JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

3 de mar de 2016

DOUTOR COXINHA, O ADVOGADO CONSERVADOR - ODEIO ESTAGIÁRIO LEITE COM PÊRA!

Olá nobres e ilustres doutores do maravilhoso mundo das leis, pelos comentários que li acerca do meu texto da semana passada, percebi que alguns leitores se ofenderam um pouco com os meus métodos de adestramento de estagiários.

Aos que se ofenderam, vou deixar uma expressão bem popular entre os jovens iletrados: "solamento"!

Atualmente esses estagiários e por obvio, estudantes de direito têm se mostrado verdadeiros bebês chorões (obs: minha vontade era usar uma expressão diversa, mas preferi essa para não desagradar aquele pessoal do arco íris) pois eles se doem por qualquer coisa, já teve estagiário aqui do meu escritório que chorou quando o juiz indeferiu um pedido de carga. 

É claro que eu demiti o chorão, mas não sem antes fazer uma montagem com a foto dele, usando vestes de bebês da década de 30 e distribuir no e-mail corporativo para todos os meus colaboradores, descobri depois que ele não gostou da brincadeira e me processou pedindo danos morais, mas como sou um ótimo advogado e muito rico, fiz questão de reiterar na petição tudo o que eu tinha dito para ele e ainda juntei novas montagens com a cara dele.

Todos do escritório riram da minha ousadia, até o juiz do caso riu, mas mesmo assim me condenou em um valor inexpressivo, que paguei de uma única vez, mas em notas de 2 reais, porque eu sou desses.



Comigo, estagiário chorão, e perdoem a expressão, bunda mole não se estabelecem, não quero gente frouxa aqui, eu procuro estagiário que questiona, quero um cara que bata de frente com um juiz e tenha coragem de dizer que ele errou, sei que é difícil achar o estagiário com duas qualidades: inteligência e coragem, mas enfim, é isso que eu busco.

Essa geração de hoje é muito chorona, ou mimizenta como os jovens de hoje dizem, eu sou do tempo de jogar bola descalço na rua e arrancar a ponta do dedão com um chute, eu sou do tempo que remédio pra machucado ardia, mas agora essa molecada de hoje quando tem um pedido indeferido chora, faz bico, reclama no facebook e bota a culpa no juiz ou no poder judiciário.

Mas tá errado, a culpa não é do judiciário, a culpa é dos seus pais, que criou um filho mimadinho e que não sabe ouvir um não!

Juvenis, cresçam, pois é o que eu sempre digo: Só tem vida difícil quem não se esforça.


Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism