JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

24 de mar de 2016

Percy Stentt, o postulante à OAB - Nelson, o guia espiritual

Fala galera maratonista que corre atrás da carteirinha, faltam duas semanas, isso mesmo, DUAS, D-U-A-S semanas para a tão esperada prova, e eu já sei exatamente o que vai cair na prova, as minhas lagrimas de desespero!

E não é por falta de estudar não, pois todos que me acompanham aqui sabem que por mais que eu me distraia eu sempre estou estudando, inclusive eu baixei um aplicativo para o celular, que tem simulados, resolução de questões, então sempre que tenho um tempo vago eu estou ali respondendo umas questões e tals...



Eu tenho um lado espiritual muito forte, então sempre estou fazendo promessas, orações, acendendo vela, jogando moedas de ouro para Iemanjá, na verdade eu penso que todos devem se apegar a algo em que acredite, alguma coisa que te tranquilize, pode ser uma oração, acender um incenso, conversar com um bode, aquilo que te acalme e ajude.

Inclusive, no ultimo exame, estou eu lá, em desespero como sempre, indo ao banheiro e encontro uma amiga que fazia o exame no mesmo lugar que eu, nos cumprimentamos de longe, eu continuei andando ao lado do fiscal, quando no final do corredor eu vi um homem todo de branco, iluminado refletindo a luz que entrava pela janela, de camisa, calça e sapatos branco, eu que não enxergo muito bem e havia deixado o óculos na sala fiquei olhando aquele homem e comentei com o fiscal “Nossa, aquele homem parece um guia espiritual né?”.

Nisso o fiscal vira e me pergunta, MAS QUE HOMEM?

Pronto, ali eu tive a certeza que era louco, estava tão atormentado com a prova, que já estava até “enxergando guia espiritual”.

Continuei andando e parei do lado do “guia” e disse gritei, MOÇO, TÁ VENDO ESSE CARA AQUI DO MEU LADO? VOCÊ ESTA VENDO ELE AQUI?

Ele olhou para mim, com cara de assustado e disse que sim, estava vendo o Sr. Nelson, o porteiro da Faculdade onde acontecia o exame, eu olhei para o lado e lá estava o Sr. Nelson, parado perto de uma janela, com um crachá enorme no peito...

Confesso que tirando o mico foi um enorme alivio, até chegar na sala contei a história para o fiscal que ficou morrendo de rir, entrei na sala e do lugar onde eu estava sentado podia observar o fiscal que me olhava com ar de preocupado imaginando, “esse ai estudou tanto que já esta em um grau de loucura avançado”.


Pegamos e gabarito e adivinhem!!!! Não passamos, mas só perdemos uma batalha, vamos ganhar a guerra em breve, afinal, uma hora dá certo!


Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism