JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

8 de mar de 2016

SILAS CANDO - O ESTAGIÁRIO GLÓRIA PIRES

Eaê galerinha gente fina do Direito!?

Na vida de estagiário mantido em regime de semi escravidão, o que menos sobra é tempo pra ficar no facebook, porém, embora eu seja escravo, não sou tonto e consigo burlar ozisquema de segurança graças ao Google,  e vez ou outra fico  o dia todo fazendo porra nenhuma, e nessas horas de pura vadiagem remunerada, eu fico lendo entrepornografiaseidiotices o que o povo posta sobre política, sobre a tal condução coercitiva, e o que mais deu confusão na semana.

Só que eu leio assim: leio o primeiro parágrafo, se é chato desisto, se é muito culto desisto, se é mais ou menos interessante leio o primeiro e o último, e se é muito interessante passo os olhos numa leitura dinâmica só pra saber o que falar todo o textão. E justamente um dos textos que eu li velozmente, era do filho de Ruy Barbosa, Xodó de Miguel Reale, também conhecido por meu chefe.

E bem na hora que eu ia fechar aquela porcaria, meu chefe entrou e me viu lendo, e passou a me perguntar meu posicionamento sobre a tal condução coercitiva. Nessa hora me senti a Gloria Pires Jurídica, o máximo que eu consegui dizer foi “bacana”, “legal”, “muito positivo”, “não posso opinar”.

Meus comentários não foram recebidos com muito amor pelo chefe, e nessa hora chegou o Doutor Coxinha Junior, e passou a falar sem parar, como que numa diarreia verbal, as razões legais do ato, e o que poderia ser considerado ilegal, e blablabla, e eu continuava no “legal, bacana”.

Com isso, o Doutor Cox Jr despertou no meu chefe um surto contra mim, onde passou a me dar sermão dizendo que eu deveria ou concordar ou discordar com o Cox Jr, me aprofundando na questão, desenvolvendo meu ponto de vista, e defender o porquê que eu acho “legal.



Da vontade de falar: Mano, vc é a Maria Beltrão do escritório, você é quem tem que mostrar que é phoda, o coxinha junior ali só tem que falar difícil, mas nada sem muito conteúdo, porque é o papel dele, e o meu é aquele lema dos pinguins de Madagascar, “sorrie e acene” e só!. Cada um com o seu papel, porque encher  o meu saco?

Além de dar conta dos processos dele, segurar as buchas, dividir “a merenda” com a estagiária zoiuda, que tem o dom de pedir gole de Yakult, e pedaço de brigadeiro, eu ainda tenho que fazer sustentação oral sobre um tema que nem os mano que escrevem os livros sabem direito o que é? Sustentação oral em mim ninguém quer fazer, né?

Tudo bem que isso fará de mim um profissional melhor, e blábláblá, mas ás vezes eu só queria ser como a maioria dos brothers estagiários, que faz o que dá, na hora que dá, e passa a maior parte no whatss e snapchat vendo putaria, xavencando as novinhas, xingando ozoamigo, coisas saudáveis e muito produtivas nessa faixa etária, mas não, to sendo obrigado a ser sério, é ó é um saco, maior do que do Caetano.


Mas é isso, por hoje é só isso que eu vou reclamar. É noix!

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism