JUIZ CAGÃO:

Juiz tira um foto no banheiro pra mostrar que também é genteClique e leia

14 de abr de 2016

A história do advogado que quase foi preso por porte de ALECRIM

O advogado e pai de santo Adérito Simões, 39 anos, contou em seu Facebook uma história curiosa sobre como quase foi preso certa vez por levar em seu carro ervas para banho. Ele disse que foi parado por um policial que disse: “Achei a droga, vagabundo”.

O relato publicado na tarde de ontem contava com mais de sete mil likes e dois mil compartilhamentos até a publicação deste post.
Em entrevista ao BuzzFeed Brasil, Adérito contou que a abordagem aconteceu em uma viagem para São Tomé das Letras, interior de Minas Gerais, “Eu até entendo o policial. Grande parte das pessoas que vão para a cidade fazem uso de maconha”, diz.
Em entrevista ao BuzzFeed Brasil, Adérito contou que a abordagem aconteceu em uma viagem para São Tomé das Letras, interior de Minas Gerais, "Eu até entendo o policial. Grande parte das pessoas que vão para a cidade fazem uso de maconha", diz.
Natural de Praia Grande, litoral de São Paulo, Adilson é umbandista e contou que resolveu compartilhar a história para mostrar o quanto as pessoas ainda temem religiões de matrizes afro. “Existe um receio popular de que não pode por a mão na macumba alheia senão, pega em você”, explicou.
Por “macumba”, Adilson se refere à “oferenda, tudo o que a gente deixa para as entidades ou Orixás”.

Fonte: BuzzFeed

Espalhe

Receba por e-mail

Organizações N.E.D.: Não Entendo Direito - Entendo Direito - Desenvolvido por Templateism